Conteúdo publicado há 2 meses

Feliciano cita perseguição a evangélicos e diz que Lula mentiu na campanha

Opositor do governo Lula (PT), o deputado federal Marco Feliciano (PL-SP) afirmou que a gestão petista persegue evangélicos e criticou o relacionamento de pastores com o governo.

O que aconteceu

A Receita Federal suspendeu benefícios tributários a pastores e abriu uma crise com a bancada da bíblia.

A isenção fiscal foi concedida na gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, tem sido pressionado por parlamentares evangélicos para retomar a medida, mas diz que ainda ouvirá avaliação da AGU (Advocacia-Geral da União).

Deputados evangélicos defenderam que o governo deve montar um grupo de trabalho para discutir o assunto com a bancada e avaliar a retomada do benefício.

Feliciano, personalidade influente no núcleo evangélico, insinuou que a reunião com o governo tornou algum parlamentares da bancada "porta-vozes do governo Lula".

A perseguição a nós evangélicos já não é mais velada. Lula nos chama de mentirosos, Lula mentiu em carta aberta enviada para os evangélicos durante a campanha eleitoral.

Marco Feliciano

Deixe seu comentário

Só para assinantes