Conteúdo publicado há 1 mês
OpiniãoPolítica

Reinaldo: Bolsonaro se vincula a ato do 8/1 ao pedir anistia a golpistas

O colunista do UOL Reinaldo Azevedo afirmou durante o programa Olha Aqui! que o ex-presidente Jair Bolsonaro se vinculou aos atos golpistas do dia 8 de janeiro de 2023 ao pedir anistia para os presos pela invasão em Brasília

Quando Bolsonaro pede anistia, ele se vincula ao ato de 8 de janeiro. O dia 8 de janeiro não era, na verdade, uma conspiração da esquerda que o governo Lula teria sido responsável? Não foi isso que eles disseram? O responsável foi o Lula e Bolsonaro pede anistia para aqueles que cometeram os crimes que o Lula é responsável? Nada faz sentido. Reinaldo Azevedo

Durante ato realizado na Avenida Paulista, em São Paulo, ontem (25), Bolsonaro clamou por anistia ao Congresso Nacional. "É por parte do parlamento brasileiro uma anistia para os pobres coitados que estão presos em Brasília. Nós já anistiamos no passado quem fez barbaridades no Brasil. Pedimos um projeto de anistia para que seja feita justiça no Brasil. Quem, porventura, depredou, que pague. Mas essas penas [mais de 15 anos] fogem ao mínimo da razoabilidade", disse.

Vale destacar que apesar do pedido de anistia feito por Bolsonaro, o pastor Silas Malafaia sugeriu que Lula sabia dos ataques em 8 de janeiro. Sem apresentar provas, Malafaia citou a viagem do presidente para Araraquara (SP), ocorrida naquele dia, como se fosse uma saída de cena.

Apesar do clamor feito por Bolsonaro ao Congresso, que tem como a anistia como uma de suas prerrogativas, Reinaldo explicou que o STF (Supremo Tribunal Federal) tornaria o ato sem efeito, caso acontecesse.

O Congresso não pode anistiar todo mundo. Apesar de a anistia estar entre as prerrogativas do Congresso, o Congresso não pode se comportar como corte revisora do judiciário. A anistia tem uma natureza, assim como é prerrogativa do presidente conceder graça, desde que esse presidente não esteja se comportando apenas como corte revisora do judiciário. Não existe ato nenhum, mesmo atos privativos do Congresso ou do presidente que estejam imunes a avaliação do judiciário, e essa é a natureza da Constituição. Portanto, se houver anistia, o Supremo vai simplesmente tornar a anistia sem efeito. Reinaldo Azevedo

Por fim, o colunista do UOL também destacou que após os discursos durante o ato, que ligam Bolsonaro ao ato de 8 de janeiro, e onde o ex-presidente admitiu ter conhecimento de uma minuta golpista, ele deverá acabar sendo preso.

Se fosse como o Bolsonaro está querendo, o Congresso é que decidiria quem fica preso ou solto no Brasil. Simplesmente o judiciário como um poder iria desaparecer e isso é uma coisa estúpida que não vai acontecer. Não só não vai acontecer, como Bolsonaro irá para a cadeia e não será anistiado. Reinaldo Azevedo

***

Continua após a publicidade

O Olha Aqui! vai ao ar às segundas, quartas e quintas, às 13h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja abaixo o programa na íntegra:

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes