Conteúdo publicado há 1 mês

Bolsonaro visita mulher que caiu de árvore e teve pulmão perfurado em ato

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) visitou, nesta segunda-feira (26), a mulher que caiu de uma árvore e teve o pulmão perfurado durante ato de apoio ao político realizado ontem (25) na avenida Paulista, em São Paulo.

O que aconteceu

Bolsonaro gravou vídeo na Santa Casa de São Paulo, onde a mulher permanece internada. As imagens foram compartilhadas pelo ex-presidente no X (antigo Twitter).

Nas imagens, o líder político aparece de máscara, entrando no hospital e a visitando no quarto. Os dois conversam e se cumprimentam. O conteúdo da conversa, no entanto, não foi divulgado.

Na saída, Bolsonaro ainda tirou foto com algumas pessoas que estavam no local.

Miriam Lopes Miranda caiu da árvore e teve o pulmão perfurado, segundo a polícia. Ela estava em cima de uma árvore acompanhando a manifestação em apoio ao ex-presidente quando se acidentou.

Alta temperatura

Durante o ato na Paulista, pessoas passaram mal por causa do calor. Pouco depois do início do ato, a temperatura chegou aos 30 graus.

Houve registros de desmaios. Espaços eram abertos no meio da multidão para atendimentos.

Manifestantes reclamaram da distância de onde os pontos dos socorristas ficavam. Os atendimentos se concentraram sob o vão do MASP.

Continua após a publicidade

Ato na Paulista

Ato reuniu cerca de 600 mil pessoas na avenida Paulista, diz SSP. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública informou que a manifestação "ocorreu de forma pacífica, sem o registro de incidentes e com a presença de, aproximadamente, 600 mil pessoas na avenida Paulista e 750 mil pessoas no total, quando levado em conta o público presente nas ruas adjacentes".

Levantamento da USP aponta que estimativa de público para o pico do ato, às 15h, é de 185 mil pessoas. O dado faz parte do Monitor do Debate Político, da Escola de Artes, Ciências e Humanidades Universidade de São Paulo. Às 17h, após os discursos, a contagem indicou 45 mil participantes. A equipe acompanhou a manifestação, produziu imagens aéreas às 15h e às 17h e contou o público com auxílio de software.

Deixe seu comentário

Só para assinantes