Conteúdo publicado há 2 meses
OpiniãoPolítica

Maierovitch: Há necessidade de se dar um breque em Bolsonaro

Após o jornal norte-americano The New York Times revelar que Jair Bolsonaro passou duas noites na embaixada da Hungria, a prisão preventiva do ex-presidente se mostra necessária, afirmou o jurista e colunista Wálter Maierovitch no UOL News desta terça (26).

De qualquer forma, Bolsonaro terá algo para se vitimizar. Vai cruzar as pernas para mostrar a tornozeleira eletrônica. Depois de tudo isso, prisão preventiva decorre da necessidade. Há a necessidade de se dar um breque no Bolsonaro.

A Justiça também se desmoraliza. Para ele pode tudo? E o tratamento igualitário? Com relação à Justiça, há elementos e há necessidade que, no caso de Bolsonaro, está na cara de todo mundo. Wálter Maierovitch, colunista do UOL

Maierovitch ressaltou que Alexandre de Moraes deveria pedir a prisão preventiva de Bolsonaro nos próximos dias. O colunista, porém, alertou que a medida causaria reação imediata, com críticas sobre a atuação do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal).

Acredito que sim, mas com todo o tormento. Voltamos àquela situação do Moraes com uma estrela [de xerife] e sem limites. Agora, se voltarmos ao Estado de Direito e o Ministério Público apresentar uma representação pela prisão preventiva tendo em vista todos esses elementos e essa continuação delitiva por parte do Bolsonaro... Wálter Maierovitch, colunista do UOL

A apreensão do passaporte não foi suficiente para interromper as atividades suspeitas de Bolsonaro, na opinião de Maierovitch. O colunista vê o caso da embaixada da Hungria como justificativa para novas medidas contra o ex-presidente - e é nesse caso em que se encaixaria um pedido de prisão preventiva.

Já houve uma medida cautelatória, que foi a apreensão do passaporte para ele não sair do país. Era fevereiro quando ele foi à embaixada e ainda estávamos sentindo o golpismo. Existia o risco iminente de o Bolsonaro voltar a fugir. Ele vai, entra no território de outro país, porque assim é considerada uma embaixada para verificar o que poderia acontecer.

Bolsonaro entrou em um território estrangeiro. Saiu do país sem autorização. Há todo um contexto e é preciso olhar no retrovisor. Ele continua a disseminar essa cultura golpista. Wálter Maierovitch, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Continua após a publicidade

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Deixe seu comentário

Só para assinantes