Conteúdo publicado há 1 mês

Ministro: Lira indicará sucessor após primo ser demitido do Incra em AL

O ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira, disse que o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), terá prerrogativa de indicar um sucessor após a demissão de seu primo, César Lira, do Incra em Alagoas. Teixeira foi entrevistado no UOL News da manhã desta terça-feira (16)

Eu comuniquei que a gente iria trocá-lo e que o presidente Arthur Lira teria prerrogativa para indicar o seu sucessor.

Ele [Arthur Lira] poderia nos apontar uma pessoa que sob o nosso critério pudesse continuar a dirigir o Incra de Alagoas [...] Não é ter poder. Foi um gesto que fiz para com ele. Ele, se quisesse oferecer nomes, a gente ia analisar os nomes que ele oferecesse [...] O que a gente pediu é um perfil que possa dialogar com a agricultura familiar e com os assentamentos.

O ministro contou que a relação de César Lira com movimentos por reforma agrária era bastante conflituosa.

Em abril do ano passado, os movimentos ocuparam a sede do Incra de Alagoas por conta do nível de dificuldade e conflituosidade com o César Lira, que só aumentou de lá para cá. Depois, no mês de novembro, voltei a discutir com o Arthur a substituição dele.

Ele [César] falou para o presidente do Incra que seria candidato a prefeito em uma cidade de Alagoas e sairia em abril. Estava tudo ajustado para uma saída dele em abril. O fato é que ele não saiu prefeito. Essa litigiosidade dos movimentos está em um nível insuportável.

Então, eu liguei para o presidente Arthur e falei: 'Presidente, vamos trocar o César Lira porque não tem mais convivência entre ele e esses movimentos'.

O que aconteceu

O governo exonerou hoje Wilson César de Lira Santos do cargo de Superintendente Regional do Incra de Alagoas. A decisão foi publicada em portaria nesta manhã. O documento foi assinado pelo presidente do Incra, César Fernando Schiavon Aldrighi.

Continua após a publicidade

MST já tinha pedido afastamento de Wilson. Em nota publicada em março de 2023, o movimento classificou o então superintendente como "ligado ao agronegócio e ao bolsonarismo".

Primo de Lira ocupava cargo no Incra desde 2017. Antes disso, ele teve cargos em secretarias de Maceió e no município de Coruripe (AL), segundo informações do currículo público dele.A nomeação foi feita durante o governo Temer e mantida durante todo o governo Bolsonaro e primeiro ano de Lula.

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja a íntegra do programa:

Continua após a publicidade

Deixe seu comentário

Só para assinantes