Conteúdo publicado há 1 mês

Cardozo: Sob fogo cerrado do bolsonarismo, Moraes precisa de autocontenção

Na mira dos ataques de Jair Bolsonaro e de seus apoiadores, o ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Alexandre de Moraes precisa ser mais comedido, disse o ex-ministro da Justiça José Eduardo Cardozo em entrevista ao UOL News nesta sexta (19).

Juízes são seres humanos, mas precisam ter uma qualidade: a autocontenção. Ele não pode agir por impulsos ditados pelas situações de momento.

Neste momento, em que Moraes está sendo colocado mais uma vez sob fogo cruzado do bolsonarismo e da extrema-direita, ele tem que ter sua autocontenção. Que ele cumpra seu papel, independentemente da situação que está posta, com tentativas de incendiar a atuação dele. Ele precisa de comedimento.

É um pouco diferente daqueles que exercem a vida política. Um juiz não é um político. Se eu estivesse na posição de Moraes, estaria furioso com algumas coisas, com vontade de dizer e canetar outras, mas um juiz tem que ter autocontenção. É uma das grandes virtudes que devem ser enobrecidas no bom exercício da magistratura. José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça

Para Cardozo, os ataques bolsonaristas a Moraes tendem a aumentar, em uma tentativa de fazê-lo perder a linha e cair em descrédito.

Podemos discutir uma ou outra decisão. O Direito envolve polêmica. No geral, ele tem um papel muito importante na defesa da democracia brasileira. Muitas vezes, as pessoas querem que o magistrado saia do sério para ser desacreditado. É isso o que falo sobre autocontenção.

Moraes precisa estar imbuído de que cada vez mais será provocado e atacado, mas tem que se comportar dentro dos estreitos limites que a magistratura impõe a alguém que exerce essa função. José Eduardo Cardozo, ex-ministro da Justiça

Tales: Bolsonarismo inverte realidade ao transformar Moraes em ditador

Continua após a publicidade

O bolsonarismo subverte a lógica para defender seus próprios interesses e pretende mudar a realidade ao querer transformar Alexandre de Moraes em ditador, afirmou o colunista Tales Faria.

O bolsonarismo inverteu o sentido das palavras e das coisas. O Brasil vive uma democracia, mas Bolsonaro diz que é uma ditadura porque não atende aos interesses dele. Ele tentou dar um golpe e transformar o país em uma ditadura militarizada. O Brasil tem uma dívida com o STF e com Alexandre de Moraes, porque se opuseram à tentativa de transformar o país em uma ditadura. Agora Bolsonaro transforma Moraes em um ditador. É o mundo de cabeça para baixo. Tales Faria, colunista do UOL

O UOL News vai ao ar de segunda a sexta-feira em duas edições: às 10h com apresentação de Fabíola Cidral e às 17h com Diego Sarza. O programa é sempre ao vivo.

Quando: De segunda a sexta, às 10h e 17h.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Deixe seu comentário

Só para assinantes