PUBLICIDADE
Topo

Isolamento em São Paulo cresce e chega a 56% em feriado do 1º de Maio

Ponte Octavio Frias de Oliveira, vazia, durante quarentena em São Paulo em decorrência do coronavírus - Reuters  Staff
Ponte Octavio Frias de Oliveira, vazia, durante quarentena em São Paulo em decorrência do coronavírus Imagem: Reuters Staff

Do UOL, em São Paulo

02/05/2020 14h31

O isolamento social voltou a crescer no estado de São Paulo e chegou a 56% na última sexta-feira (1º), feriado do Dia do Trabalho. Os dados são do Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do Governo de São Paulo, e têm como base dados de celular de 104 cidades com mais de 70 mil habitantes.

No dia anterior, 30 de abril, o estado havia registrado o mais baixo índice de isolamento desde o início da quarentena: 46%. De acordo com o governo do estado, a meta é uma taxa de 60% e o ideal, para evitar o colapso do sistema de saúde, seria uma taxa de 70%.

O governador João Doria (PSDB) já afirmou que, com este índice de isolamento social, não será possível fazer uma flexibilização da quarentena, principalmente na região metropolitana. A quarentena foi implementada em São Paulo no dia 24 de março e tem validade até 10 de maio. O decreto prevê o funcionamento somente dos serviços essenciais nos 645 municípios do Estado.

*Com Agência Estado

Coronavírus