PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Nordeste é região em que casos de covid-19 mais aumentaram em um mês

Primeiro dia de lockdown em São Luís, no Maranhão - Governo do Maranhão
Primeiro dia de lockdown em São Luís, no Maranhão Imagem: Governo do Maranhão

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

07/05/2020 19h44

Resumo da notícia

  • Há um mês, região concentrava 17,6% dos casos registrados no País. Aumento proporcional foi de 77%
  • Norte, onde estão estados com maior taxa de mortalidade, passou de 6,9% para 15,8% em um mês
  • Foco de covid-19 no Brasil ainda é a região Sudeste, que tem o equivalente a 44.9% do total de casos
  • No Centro-Oeste e no Sul, a proporção de casos oficiais é inferior à da população de cada região

A região Nordeste é a que apresenta o maior aumento proporcional de casos oficiais de covid-19 no Brasil. Segundo dados divulgados hoje (7) pelo Ministério da Saúde, os estados nordestinos correspondem a 31,2% de todos os registros da doença no País, quase o dobro do que há um mês. No total, o Brasil todo já passou dos 135 mil casos e das 9 mil mortes.

Ainda segundo o Ministério da Saúde, o sudeste continua registrando a maior fatia de casos no Brasil (44,9%), mas a proporção diminui de ontem para hoje (antes eram 45,8%). Em seguida está justamente a região Nordeste (31,2%), e depois vêm Norte (15,8%), Sul (5,1%) e Centro-Oeste (3%).

Cerca de 25% da população brasileira vive no Nordeste, mas os 42.157 casos contabilizados na região equivalem a 31,2% de todo o País.

Ontem (6), este número era de 30,5% e, há exato um mês, era de 17,6%. O aumento proporcional nesse período, de 7 de abril até hoje, é de 77%.

No Norte, onde vive 9% da população brasileira, os casos de covid-19 equivalem a 15,8% do total do País (21.377 registros). Ontem, eram 15,6%; há três dias, 12%. O número também tem aumentado no último mês: em 7 de abril, a região inteira correspondia a apenas 6,9% dos casos contabilizados.

No sudeste também há mais casos proporcionais (44,9%) do que população (38,3%), em relação a todo o Brasil. A relação se inverte no Centro-Oeste (7,6% de população; 3% dos casos) e no Sul (13% de população; 5,1% dos casos).

As maiores taxas de mortalidade da covid-19 do Brasil estão na região Norte. O Amapá registra 2.600 casos oficiais a cada milhão de habitantes; o Amazonas vem logo atrás, com 2.437 contaminados por milhão; e Roraima aparece em seguida, com 1.684 casos por milhão de pessoas, sempre segundo o Ministério da Saúde.

Quanto à taxa de mortalidade, a maior é do Amazonas: 194 óbitos a cada 1 milhão de habitantes (no total, 10.099 casos oficiais e 806 mortes). Em seguida estão Ceará (99 vítimas fatais por 1 milhão de pessoas); em seguida aparece Pernambuco (88 por milhão); Rio de Janeiro (81) e Amapá (72).

Coronavírus