PUBLICIDADE
Topo

SP: ABC segue capital e libera reabertura de concessionárias e escritórios

Cidades da região foram classificadas em fase 1 de reabertura, enquanto capital está na fase 2, segundo governo de SP - BSIP
Cidades da região foram classificadas em fase 1 de reabertura, enquanto capital está na fase 2, segundo governo de SP Imagem: BSIP

Do UOL, em São Paulo

05/06/2020 20h09

As sete cidades que compõem a região do ABC Paulista assinaram hoje uma resolução conjunta para liberar o funcionamento de concessionárias e revendedoras de veículos, assim como de escritórios, durante a pandemia do novo coronavírus. Caberá a cada um dos municípios publicar decreto próprio sobre a questão.

A ideia é adotar as mesmas diretrizes de São Paulo, devido à proximidade da região com a capital paulista. Desta forma, os prefeitos entenderam ser inviável manter diretrizes diferentes entre a capital e as cidades do ABC (Santo André, São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra).

Conforme classificação do governo do estado, a Grande São Paulo está na fase 1 (zona vermelha) de reabertura, considerada a mais grave. A classificação não inclui a capital, colocada na fase 2 (zona laranja).

No final de maio, os prefeitos das sete cidades encaminharam ao Governo de São Paulo um pedido para a flexibilização do isolamento. Como não obtiveram resposta positiva até a coletiva de hoje do governador João Doria (PSDB), decidiram em assembleia — que contou com a participação do secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi — tomar a iniciativa pela resolução, estabelecendo normas para o funcionamento dos estabelecimentos e "para a gradual retomada de atividades na região do Grande ABC".

Segundo informou o Consórcio ABC, as cidades "apresentaram indicadores relacionados ao novo coronavírus que já cumprem os critérios determinados pelo Governo do Estado e possibilitam isonomia na reabertura gradual da economia".

"A região decidiu seguir a capital, por isso pedimos a colaboração dos empresários no cumprimento das normas sanitárias rígidas contra a covid-19, para que não tenhamos que retroceder", afirmou o prefeito de Rio Grande da Serra, Gabriel Maranhão (Cidadania), presidente do Consórcio.

"Além disso, reforçamos que a população deve permanecer em casa, saindo só quando realmente necessário e com uso de máscaras", acrescentou.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado, não são somente três cidades que fazem divisa com a capital paulista. O trecho foi retirado do texto.

Coronavírus