PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus: Últimas notícias e o que sabemos até esta segunda-feira (06)

O presidente Jair Bolsonaro durante entrevista coletiva em Brasília na semana passada -
O presidente Jair Bolsonaro durante entrevista coletiva em Brasília na semana passada

Do UOL, em São Paulo

06/07/2020 12h51Atualizada em 06/07/2020 19h12

O Brasil identificou hoje mais 20.229 novos casos de coronavírus registrados nas últimas 24 horas, segundo balanço oficial do Ministério da Saúde. O país agora totaliza 1.623.284 diagnósticos confirmados da covid-19.

Foram contabilizados 620 novos óbitos no período, sendo 230 registrados nos últimos três dias, totalizando 65.487 mortes desde o início da pandemia. Ainda são 4.146 falecimentos em investigação.

O total de recuperados chegou a 927.292, representando 57,1% do total de infectados. Os casos em acompanhamento chegaram a 630.505, 38,8% do montante de contaminados.

Veto presidencial ao uso de máscaras

Depois do país chegar à marca de 64.900 mortes pela covid-19 e superar 1,6 milhão de casos confirmados da doença, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ampliou a lista de vetos feitos à lei aprovada no Congresso Nacional sobre o uso de máscaras como forma de proteção contra o novo coronavírus. Agora, o presidente dispensou a exigência nos presídios e unidades de cumprimento de medidas socioeducativas. A decisão está na edição do Diário Oficial da União (DOU) de hoje.

Estado com maior número de casos no país, São Paulo registrou queda no número de mortes por covid-19. De acordo com dados apresentados hoje pelo governador João Doria (PSDB), foram 36 vítimas fatais a menos na última semana em relação à anterior.

Os números mantêm o Brasil no segundo lugar em casos confirmados e mortes pela covid-19, atrás dos Estados Unidos. No entanto, o total de casos pode ser ainda maior, de acordo com um estudo do Laboratório de Inteligência em Saúde da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, ligado à Universidade de São Paulo (USP).

A estimativa é de que o Brasil poderia estar próximo de atingir a marca de 9 milhões de pessoas contaminadas — sugerindo que pode haver uma margem de erro de até 500% nas estatísticas oficiais. Os pesquisadores partem da noção de que não há testes suficientes feitos no Brasil para se determinar o número de infectados com o Sars-Cov-2, vírus que provoca a covid-19.

Outro estudo também chamou atenção ao falar sobre a imunidade de rebanho. Publicado na revista científica "The Lancet", o estudo espanhol indicou que apenas 5% da população local desenvolveu anticorpos contra a doença. O resultado reforça a tese de que a chamada imunidade de rebanho é "inatingível". Segundo o Centro Europeu de Controle de Doenças, a pesquisa, que contou com mais de 61 mil participantes de todo o país, é a maior já feita por nações europeias.

Cidades e serviços seguem planos de retomada

A partir de hoje, Fortaleza avança para a fase 3 do plano de retomada da economia. Com a reabertura de estabelecimentos, 13 setores estão autorizados a retomar 100% de trabalho presencial. Praias e calçadões também foram liberados para atividades físicas individuais.

No Rio de Janeiro, a Prefeitura aplicou 132 multas a estabelecimentos comerciais e interditou cinco bares durante fiscalizações realizadas de quinta-feira (2) até a madrugada do domingo (5), o primeiro final de semana da reabertura destes locais na capital. Ao todo, a fiscalização inspecionou 180 pontos, entre bares, restaurantes e comércios.

Ainda na capital fluminense, o Detran retomou alguns serviços que haviam sido paralisados. Entre eles, primeira licença, troca de placa e comunicação de venda. Para evitar aglomerações, esses serviços serão feitos via drive-thru, ou seja, o motorista não precisa sair do carro.

Já o prefeito de Porto Alegre, Nelson Marchezan (PSDB), publicou novas medidas de restrição depois que a cidade viu o número de casos de coronavírus aumentar. O texto determina iniciativas como o fechamento de parques e ampliação das limitações de funcionamento do comércio - supermercados, por exemplo, só podem receber 50% da capacidade.

A Azul informou que oito cidades do Brasil voltarão a receber voos no próximo mês, quando a companhia deve operar 303 voos diários. São elas: Vitória da Conquista (BA), Dourados (MS), Presidente Prudente (SP), Campina Grande (PB), Governador Valadares (MG), Juiz de Fora (MG), Ilhéus (BA) e Joinville (SC).

Prefeito de Manaus se recupera em hospital

O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto (PSDB), postou uma foto no hospital em que está internado há cerca de uma semana. Hoje, ele usou seu perfil no Twitter para falar sobre a recuperação da covid-19.

Prefeito de Manaus posta foto em hospital onde se recupera de covid-19 - Reprodução/Twitter - Reprodução/Twitter
Prefeito de Manaus, Arthur Virgílio (PSDB), posta foto em hospital onde se recupera de covid-19
Imagem: Reprodução/Twitter

Corrida pela vacina

A farmacêutica Regeneron REGN.O anunciou hoje que começou a fase final de testes clínicos para avaliar a eficácia de seu coquetel de anticorpos na prevenção e tratamento da covid-19. O teste, feito em conjunto com o Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, testará a capacidade terapêutica de evitar a infecção daqueles que tiveram exposição próxima a um paciente com a doença.

Partículas no ar podem infectar pessoas?

Para cientistas, a resposta é sim. Um grupo de 239 cientistas de 32 países afirma que partículas do novo coronavírus permanecem no ar em ambientes fechados, sendo capazes de infectar as pessoas, informou mostra uma reportagem de hoje do jornal The New York Times. O estudo contraria o que já foi dito pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

Em uma carta aberta à OMS, segundo o jornal, o grupo de pesquisadores descreve as evidências que mostram que partículas menores podem infectar pessoas e pedem uma revisão das recomendações. Eles planejam publicar a carta em uma revista científica na próxima semana.

Índia é o 3º país mais afetado; Louvre reabre

A Índia viu o número de casos do novo coronavírus aumentar e chegou ao 3º lugar, superando a Rússia. Dados oficias do Ministério da Saúde do país registram 697.358 casos confirmados da doença, com 24.000 contágios nas últimas 24 horas. Até agora, a covid-19 matou 19.963 pessoas no país.

Já na França, a reabertura de pontos turísticos continua em Paris. Hoje o Museu do Louvre, o mais visitado do mundo, reabriu as portas. No entanto, 70% do espaço estará aberto ao público que terá que seguir medidas rígidas de segurança nas visitas.

Na frente do museu, guias turísticos protestaram pedindo mais ajuda do governo em meio às dificuldades vivenciadas pelo setor na pandemia.

Coronavírus