PUBLICIDADE
Topo

Zema diz que MG se preparou para pico de covid até 15% superior ao previsto

Romeu Zema diz que Minas Gerais deve ter pico da doença nesta semana - Cristiane Mattos / O Tempo
Romeu Zema diz que Minas Gerais deve ter pico da doença nesta semana Imagem: Cristiane Mattos / O Tempo

Do UOL, em São Paulo

15/07/2020 10h01

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo-MG), disse hoje que o estado está preparado para suportar um pico da covid-19 até 15% superior ao previsto pela equipe técnica. Em entrevista à Rádio Super 91,7 FM, Zema explicou que a infraestrutura de saúde para a pandemia do novo coronavírus foi planejada pensando nesta possibilidade.

"Mesmo que o pico venha a ser maior que aquele que os especialistas preveem para hoje, o estado adotou uma medida extra. Nós não vamos andar 100 km e vamos ter gasolina apenas para 100 km, você sempre coloca um pouco mais de combustível no carro", disse.

"Se o pico for um pouco maior, 5%, 10% ou 15 % a infraestrutura de saúde do estado vai conseguir absorver esse pico. Agora se for 50% ou 80% maior a situação muda por completo", completou.

A declaração ocorre em um momento em que Minas Gerais se prepara para o pico da doença, que segundo previsão do estado ocorre nesta semana. Zema explicou que se trata de uma estimativa e não é possível afirmar com certeza se a escalada continuará.

"O pico é um modelo teórico, é uma aproximação, não é absoluto. Esse pico teórico estaria sendo exatamente na data de hoje e, de certa maneira nós podemos dizer que fomos bem sucedidos. Porque se esse pico for, amanhã, depois de amanhã ou semana que vem, o nosso sistema de saúde hoje está muito mais fortalecido do que era a 90 dias atrás ou 120", disse.

Minas Gerais registrou até o momento 78.643 casos e 1.688 mortes em decorrência da covid-19. Nas últimas semanas, o estado tem enfrentado um aumento na incidência da doença.

Na entrevista, Zema reafirmou o alerta para a população. "Adotamos medidas extras. Fizemos o que era necessário. Dobramos os leitos de UTI no Estado. A população precisa ter consciência e usar máscara, adotar as medidas sanitárias. Esse vírus é imprevisível, ainda não sabemos como ele se comporta", disse.

Coronavírus