PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
15 dias

Governador do Piauí diz que vai ao STF pedir liberação da Sputnik V

Wellington Dias (PT), governador do Piauí, ainda aguarda liberação da Sputnik V pela Anvisa - Reprodução/Instagram
Wellington Dias (PT), governador do Piauí, ainda aguarda liberação da Sputnik V pela Anvisa Imagem: Reprodução/Instagram

Colaboração para o UOL

13/04/2021 10h38

O governador do Piauí, Wellington Dias (PT), divulgou um vídeo nas redes sociais hoje informando que, caso a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não libere o uso da vacina russa Sputnik V no Brasil, vai ingressar com pedido no STF (Supremo Tribunal Federal)

"Para esta semana, nós temos a expectativa de uma decisão sobre a licença de importação para a vacina Sputnik. Essa vacina, que foi comprada pelos estados, numa parceria também com o Ministério da Saúde, é importantíssima para o momento do Brasil. Uma vacina, que já foi comprovada, tem segurança e uma boa eficácia na imunização, usada em 58 países. Queremos uma decisão baseada na lei 124 de 2021. Quis o Congresso brasileiro que vacina que já foi aprovada por agência reguladora de outro país possa ser utilizada no Brasil para salvar vidas. É tudo que precisamos neste momento, mais vacinas. Assim esperamos uma decisão da Anvisa, em primeiro lugar, mas, caso não saia da Anvisa, nos estamos recorrendo ao Supremo para que se garanta a decisão do Supremo e a lei.", falou Wellington Dias.

No mês de março, o governador do Piauí anunciou a compra de 37 milhões de doses da vacina Sputnik V pelo Consórcio Nordeste. No momento da divulgação, não foi especificado qual porcentagem seria destinada para cada estado nordestino.

Liberação da Anvisa

Ontem, Wellington Dias afirmou que há expectativa de ter uma decisão da Anvisa sobre a importação da vacina Sputnik até a próxima sexta-feira (16).

O órgão sanitário comunicou, também ontem, que houve um atraso na inspeção nas fábricas da Sputnik V, na Rússia. Segundo comunicado oficial, a inspeção, que deveria ocorrer entre os dias 15 a 21 de abril, será realizada de 19 a 23 do mesmo mês, no mesmo período da visita na empresa UfaVita.

No último domingo (11), a Anvisa cobrou o Ministério da Saúde da Rússia para que envie o relatório técnico da vacina Sputnik V.

"Diante da ausência das informações necessárias para emissão do parecer, a Agência realizou diligência para complementação e esclarecimentos", diz a nota divulgada pela Anvisa.

Ação no STF

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), informou ontem que o estado acionou o STF para que a Anvisa autorize a liberação de 5,87 milhões de doses da vacina Sputnik V, desenvolvida pela Rússia contra a covid-19 e comprada de forma direta pelo estado nordestino com o Fundo Soberano Russo.

Coronavírus