PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
15 dias

Covid: Com 91,3% dos idosos vacinados, Rio vai atrás dos faltosos

Secretário Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, disse que a prefeitura vai procurar as pessoas a partir de 60 anos que não se vacinaram contra o novo coronavírus - Reprodução/Youtube
Secretário Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz, disse que a prefeitura vai procurar as pessoas a partir de 60 anos que não se vacinaram contra o novo coronavírus Imagem: Reprodução/Youtube

Rai Aquino

Colaboração para o UOL, no Rio

23/04/2021 09h44Atualizada em 23/04/2021 10h34

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou na manhã de hoje que o próximo passo na campanha de vacinação será ir atrás dos idosos que ainda não se imunizaram contra a covid-19. De acordo com a prefeitura, 91,3% dos idosos foram vacinados contra o novo coronavírus. Hoje e amanhã, o município imuniza quem tem a partir de 60 anos, encerrando o calendário de vacinação dos idosos.

"As unidades de saúde, toda a prefeitura, começam agora uma cruzada para identificar os idosos que ainda não se vacinaram. Agentes comunitários de saúde, médicos, e profissionais das equipes de saúde da família vão intensificar a busca ativa a todos o idosos acamados que não se vacinaram e a qualquer idoso na cidade", disse o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz.

Na apresentação do 16° Boletim Epidemiológico da covid-19 no Rio de Janeiro, Soranz avisou que a partir de agora, os idosos podem procurar as unidades de saúde para se vacinar em qualquer dia. Ele reforçou a necessidade da aplicação da segunda dose.

É a primeira dose que a gente está aplicando ainda. É necessário que os idosos retornem para tomar a segunda dose. Tem 90% dos idosos vacinados, mas não pode sobrar nenhum sem vacina
Daniel Soranz

Atualmente, a capital fluminense aplicou 1.333.935 de doses da vacina contra o novo coronavírus. Isso significa que 19,8% da população carioca já foi imunizada contra a doença. Mas a aplicação da segunda dose chegou a apenas 342.366 pessoas.

"A gente vai ser uma das primeiras capitais a ter vacinado os idosos acima de 60 anos (...) Encerrar os idosos acima de 60 anos para a gente é uma grande marca, uma grande conquista", comemorou Soranz.

Doses no limite

Como tem dito em outras semanas, o secretário municipal de Saúde do Rio alertou que a cidade está com o estoque de vacinação "no limite". O município tem aplicado cerca de 35 mil doses por dia.

Com o fim da imunização dos idosos, a capital fluminense começa a vacinar pessoas com comorbidades, deficientes e algumas categorias específicas, como profissionais da educação.

Chegam as doses, a gente aplica. É uma decisão da prefeitura trabalhar sempre nesse limite. Se acontecer qualquer falha na entrega ou interrupção na entrega de novas doses, obviamente, temos que interromper o calendário
Daniel Soranz

O secretário reforçou que as vacinas necessárias para aplicação da segunda dose de quem já foi imunizado estão reservadas. Ele diz esperar que a cidade receba cerca de 150 mil doses dentre os 5 milhões do imunizante Oxford/AstraZeneca que a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) irá entregar hoje.

Saúde