PUBLICIDADE
Topo

Coronavírus

Conteúdo publicado há
1 mês

SP está 'na fila' para comprar vacinas de 3 laboratórios, diz secretário

 Edson Aparecido, secretário de Saúde do município de São Paulo - Aloisio Mauricio/FotoArena/Estadão Conteúdo
Edson Aparecido, secretário de Saúde do município de São Paulo Imagem: Aloisio Mauricio/FotoArena/Estadão Conteúdo

Do UOL, em São Paulo

05/05/2021 11h01Atualizada em 05/05/2021 11h10

O secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou que a prefeitura da capital negocia a compra de vacinas contra a covid-19 diretamente com, pelo menos, três laboratórios. São eles: AstraZeneca e Pfizer —essas duas já em aplicação no país— e Janssen —de dose única.

Em participação na estreia do UOL News, o secretário disse que a prefeitura já manifestou intenção de compra de vacinas junto a esses laboratórios e "está na fila" para concluir a compra, quando houver disponibilidade de doses.

Nós iniciamos manifestação de intenção de compra a três laboratórios, que são AstraZeneca, Janssen e Pfizer, e a gente entrou na fila para que possamos, na hora em que isso for possível, adquirir vacinas diretamente.
Edson Aparecido, no UOL News

A possibilidade de estados e municípios negociarem a compra de vacinas contra a covid-19 diretamente com laboratórios foi permitida por decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) no final de fevereiro.

Questionado pela apresentadora Fabíola Cidral sobre a possibilidade de vacinar toda a população da capital até o final deste ano, Aparecido afirmou que, se cumpridos todos os contratos de entrega de imunizantes firmados pelo Ministério da Saúde, é possível que todos os adultos da cidade estejam vacinados até dezembro.

"Infraestrutura para vacinar todo mundo nós temos. (...) Isso sendo cumprido [entrega de vacinas], a gente poderia vacinar até dezembro todas as pessoas acima de 18 anos na cidade de São Paulo", declarou.

Prefeito licenciado

O secretário também falou sobre o estado de saúde do prefeito licenciado Bruno Covas (PSDB), que está internado no Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, para tratamento de câncer. Ontem, Covas publicou uma foto ao lado do filho nas redes sociais e comemorou sua saída da UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

"Ficamos muito felizes com a saída dele da UTI. Ele agora se dedica integralmente ao tratamento da doença. (...) Torcemos para o prefeito ter uma recuperação rápida", afirmou.

Coronavírus