PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Saúde divulga previsão de chegada de vacina infantil aos estados; veja

Imagem de arquivo de frascos com doses pediátricas da vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19 - Divulgação/Pfizer
Imagem de arquivo de frascos com doses pediátricas da vacina da Pfizer/BioNTech contra a covid-19 Imagem: Divulgação/Pfizer

Do UOL, em São Paulo

13/01/2022 07h43

As primeiras doses da vacina da Pfizer contra a covid-19 para crianças de 5 a 11 anos chegaram ao Brasil na madrugada de hoje e deverão ser entregues aos estados e ao Distrito Federal até amanhã, informou o Ministério da Saúde.

O voo com o primeiro lote dos imunizantes pousou no Aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), às 4h45. Foi entregue 1,2 milhão de doses.

Após o desembarque, as doses são encaminhadas para o Centro de Distribuição da Pasta em Guarulhos (SP), onde passam por um processo de controle de qualidade e temperatura, além da análise pelo INCQS (Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde).

A distribuição segue o critério populacional, ou seja, é proporcional ao quantitativo de crianças por unidade federativa.

Todas as unidades da Federação receberão as vacinas por avião, exceto São Paulo, visto que as doses já se encontram no estado. Veja abaixo a previsão divulgada pela pasta:

Distrito Federal

Previsão decolagem: hoje, 22:15

Previsão chegada: amanhã, 00:05

Goiás

Previsão decolagem: hoje, 23:50

Previsão chegada: amanhã, 01:30

Mato Grosso do Sul

Previsão decolagem: amanhã, 06:40

Previsão chegada: amanhã, 07:35

Mato Grosso

Previsão decolagem: amanhã, 07:15

Previsão chegada: amanhã, 08:30

Alagoas

Previsão decolagem: amanhã, 07h40

Previsão chegada: amanhã, 10:30

Bahia

Previsão decolagem: hoje, 23h00

Previsão chegada: amanhã, 01:20

Ceará

Previsão decolagem: hoje, 23h35

Previsão chegada: amanhã, 03:00

Maranhão

Previsão decolagem: amanhã, 08h15

Previsão chegada: amanhã, 11:35

Paraíba

Previsão decolagem: amanhã, 08h25

Previsão chegada: amanhã, 11:35

Pernambuco

Previsão decolagem: hoje, 22h15

Previsão chegada: amanhã, 01:20

Piauí

Previsão decolagem: amanhã, 13h30

Previsão chegada: amanhã, 16:40

Rio Grande do Norte

Previsão decolagem: hoje, 22:40

Previsão chegada: amanhã, 02:00

Sergipe

Previsão decolagem: amanhã, 12:05

Previsão chegada: amanhã, 14:40

Acre

Previsão decolagem: hoje, 21:50

Previsão chegada: hoje, 23:50

Amazonas

Previsão decolagem: hoje, 23:50

Previsão chegada: amanhã, 02:40

Amapá

Previsão decolagem: amanhã, 05:50

Previsão chegada: amanhã, 13:10

Pará

Previsão decolagem: hoje, 22:20

Previsão chegada: amanhã, 01:55

Rondônia

Previsão decolagem: amanhã, 08:05

Previsão chegada: amanhã, 10:45

Roraima

Previsão decolagem: amanhã, 05:50

Previsão chegada: amanhã, 12:35

Tocantins

Previsão decolagem: amanhã, 08:10

Previsão chegada: amanhã, 10:30

Espírito Santo

Previsão decolagem: hoje, 22:45

Previsão chegada: amanhã, 00:15

Minas Gerais

Previsão decolagem: amanhã, 07:05

Previsão chegada: amanhã, 08:15

Rio de Janeiro

Previsão decolagem: hoje, 23:40

Previsão chegada: amanhã, 00:45

Paraná

Previsão decolagem: amanhã, 06:45

Previsão chegada: amanhã, 07:50

Rio Grande do Sul

Previsão decolagem: hoje, 23:00

Previsão chegada: amanhã, 00:45

Santa Catarina

Previsão decolagem: amanhã, 07:10

Previsão chegada: amanhã, 08:25

São Paulo

Como o estado não necessita de transporte aéreo, as doses serão entregues até amanhã.

4,3 milhões de doses em janeiro

Segundo o Ministério da Saúde, o Brasil receberá em janeiro 4,3 milhões de doses de vacina para crianças entre 5 e 11 anos. Em fevereiro, a previsão é de mais 7,2 milhões e, em março, 8,4 milhões.

Até o fim do primeiro trimestre, o Brasil deve receber quase 20 milhões de doses pediátricas da Pfizer. Para completar a vacinação infantil, de duas doses, o país precisará de pouco mais de 40 milhões de doses. A pasta diz ter encomendado quantidade suficiente para imunizar o público-alvo.

Apesar de ter sido liberada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em 16 de dezembro, a entrada da vacina infantil da Pfizer na campanha coordenada pelo governo federal só foi confirmada em 5 de janeiro — na contramão ciência, o presidente Jair Bolsonaro (PL) é contra a vacinação infantil.

O Ministério da Saúde também anunciou que o intervalo entre doses será de oito semanas —a bula da vacina pediátrica da Pfizer recomenda apenas três semanas. Especialistas ouvidos pelo UOL dizem que o intervalo mais longo é "arriscado".

Distribuição por estado

Região Centro-Oeste (8,17%)

  • Distrito Federal - 1,30%
  • Goiás - 3,55%
  • Mato Grosso do Sul - 1,47%
  • Mato Grosso - 1,85%

Região Sudeste (39,18%)

  • Espírito Santo - 1,93%
  • Minas Gerais - 9,02%
  • Rio de Janeiro - 7,49%
  • São Paulo - 20,73%

Região Sul (13,17%)

  • Paraná - 5,25%
  • Rio Grande do Sul - 4,73%
  • Santa Catarina - 3,19%

Região Nordeste (28,43%)

  • Alagoas - 1,77%
  • Bahia - 7,07%
  • Ceará - 4,42%
  • Maranhão - 4,02%
  • Paraíba - 1,89%
  • Pernambuco - 4,80%
  • Piauí - 1,62%
  • Rio Grande do Norte - 1,67%
  • Sergipe - 1,17%

Região Norte (11,05%)

  • Acre - 0,57%
  • Amazonas - 2,77%
  • Amapá - 0,55%
  • Pará - 4,99%
  • Rondônia - 0,93%
  • Roraima - 0,38%
  • Tocantins - 0,86%

Saúde