PUBLICIDADE
Topo

Saúde

Conteúdo publicado há
1 mês

'Apagão' fez Ministério da Saúde perder informações de combate a fake news

Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios - Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Fachada do Ministério da Saúde na Esplanada dos Ministérios Imagem: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Do UOL, em São Paulo

27/06/2022 20h56

O Ministério da Saúde confirmou ao Observatório Infância que perdeu a base de dados do Saúde Sem Fake News, um canal do WhatsApp, para combater desinformação. Segundo a pasta, o ocorrido se deve ao "apagão" causado por um ataque cibernético no ano passado.

"Em resposta a uma manifestação feita pela nossa coordenadora Patricia Boccolini via LAI [Lei de Acesso à Informação], o Ministério da Saúde afirmou que perdeu as informações do Saúde sem Fake News depois do ataque cibernético que causou um apagão de dados da Covid-19 entre dezembro de 2021 e janeiro de 2022", anunciou hoje o Observatório Infância.

O canal de checagem da pasta foi criado em 2018. A princípio, o contato pelo WhatsApp servia para alertar a população sobre novos remédios, possíveis golpes e dados de vacinas, mas, durante a pandemia, teve sua necessidade reforçada.

Além da base para combater desinformação, a invasão hacker ao site do Ministério da Saúde interrompeu dados que monitoravam casos e vacinação da covid-19 por pelo menos dois meses.

Saúde