Soldado israelese suspenso após morte de palestinos

Em Genebra (Suíça)

JERUSALEM, 29 Mai 2014 (AFP) - Um soldado israelense foi suspense de sua unidade não-combatente pela morte de palestinos em 15 de maio, durante manifestações na Cisjordânia, afirmou nesta quinta-feira o jornal Haaretz.

Segundo um vídeo da CNN, o soldado teria atirado no mesmo momento em que um dos manifestantes foi atingido mortalmente. O jornal destaca que o exército não achou provas de que a bala disparada pelo soldado tenha sido a que atingiu o palestino.

Um segundo palestino morreu no mesmo lugar, mais de uma hora depois, segundo as imagens das gravações.

A perícia afirmou ainda que as mortes foram causadas por bala real, mas o exército alegou ter usado balas de borracha.

Indagado pela AFP, o porta-voz do exército não quis comentar a informação, alegando que o caso está sendo investigado.



mib-hmw-agr/feb/pop/jo

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

UOL Newsletter

Para começar e terminar o dia bem informado.

Quero Receber

UOL Cursos Online

Todos os cursos