Ex-detento de Guantánamo deixará Uruguai após encerrar greve de fome

De Montevidéu

  • Enrique Marcarian 10.ago.2016/Reuters

    O ex-preso de Guantánamo Jihad Ahmad Diyab dá entrevista em Buenos Aires, na Argentina

    O ex-preso de Guantánamo Jihad Ahmad Diyab dá entrevista em Buenos Aires, na Argentina

Refugiado no Uruguai desde 2014, o ex-detento sírio do presídio americano de Guantánamo Jihad Diyab pôs fim à sua greve de fome iniciada há mais de dois meses e deixará o país rumo a um destino não divulgado - disse o grupo Vigília por Diyab.

Em nota divulgada neste sábado pelo grupo, afirma-se que, "com sua saúde já muito afetada, (Diyab) recebeu uma proposta para conseguir viajar para outro país".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos