Bombardeio contra cidade síria atingida por ataque químico deixa um morto

Em Beirute

Uma mulher morreu neste sábado (8) em um bombardeio na cidade de Khan Sheikhun, que nesta semana foi atingida por um ataque químico, afirmou o OSDH (Observatório Sírio de Direitos Humanos).

A ONG não especificou se o bombardeio foi realizado pela aviação síria ou pela Rússia, que apoia militarmente o regime de Bashar al Assad.

Esta morte é a primeira desde o suposto ataque químico de terça-feira, que deixou 87 mortos, incluindo 31 crianças, e centenas de feridos, que tiveram convulsões e vômitos.

Grande parte da comunidade internacional acusou o ditador Bashar al Assad, mas o regime negou qualquer responsabilidade no ataque que chocou o mundo pelas duras imagens das vítimas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos