PUBLICIDADE
Topo

Reino Unido fecha temporariamente embaixada em Pyongyang

12.abr.2019 - Pedestres em Pyongyang, na Coreia do Norte - Ed JONES / AFP
12.abr.2019 - Pedestres em Pyongyang, na Coreia do Norte Imagem: Ed JONES / AFP

De Seul, na Coreia do Sul

28/05/2020 01h05

O Reino Unido fechou temporariamente sua embaixada na Coreia do Norte e retirou todos os seus diplomatas, anunciou o embaixador nesta quinta-feira, devido aos drásticos controles impostos por Pyongyang nas fronteiras para impedir a propagação do coronavírus.

A Coreia do Norte, que decidiu muito em cedo fechar as fronteiras, alega que não registrou nenhum caso da covid-19, apesar do fato de a epidemia ter surgido no final de 2019 na China, sua vizinha, e se espalhado por quase todos os países do mundo.

O fechamento da embaixada é uma medida temporária, segundo um porta-voz do Ministério das Relações Exteriores.

Foi tomada porque Pyongyang decidiu impor "restrições à entrada em seu país que tornavam impossível movimentar nossas equipes e manter operações nas embaixadas", acrescentou.

O site NK News, especializado na Coreia do Norte, afirma que diplomatas britânicos cruzaram a fronteira para a China na quarta-feira.

O Reino Unido planeja manter relações diplomáticas com a Coreia do Norte e "tentará restabelecer sua presença em Pyongyang o mais rápido possível", informou o Ministério das Relações Exteriores.

Desde o início da epidemia, Pyongyang impôs quarentenas drásticas a todos os estrangeiros, com confinamento quase completo em seu local de residência, medidas que o embaixador russo, Alexander Matsegora, chamou de "terríveis para a moral".

As medidas foram mais tarde flexibilizadas e dezenas de diplomatas e outros estrangeiros puderam deixar o país em março.

Várias legações diplomáticas em Pyongyang foram fechadas, como a embaixada alemã ou o escritório de cooperação francês. A França não tem relações diplomáticas com a Coreia do Norte.

Segundo especialistas, é altamente improvável que a Coreia do Norte passado ilesa pela pandemia

Uma epidemia em larga escala pode ser catastrófica neste país, com infraestrutura de saúde muito pobre.

Coronavírus