PUBLICIDADE
Topo

Merkel classifica assassinato de George Floyd como 'terrível' e 'racista'

4.jun.2020 - A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, em entrevista à emissora de televisão estatal ARD, em Berlim - John MacDougall/AFP
4.jun.2020 - A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, em entrevista à emissora de televisão estatal ARD, em Berlim Imagem: John MacDougall/AFP

04/06/2020 15h21Atualizada em 04/06/2020 15h55

A primeira-ministra da Alemha, Angela Merkel, classificou o assassinato do afro-americano George Floyd como "terrível". Ele foi morto na semana passada por um policial, que o asfixiou pressionando o joelho em seu pescoço, em Mineápolis, nos Estados Unidos.

"O assassinato de George Floyd é uma coisa terrível. O racismo é uma coisa terrível. A sociedade americana está altamente polarizada", opinou Merkel em entrevista à rede de televisão estatal ZDF. "O racismo sempre existiu. E, infelizmente, também é o caso aqui [na Alemanha]", acrescentou, dizendo esperar que os protestos sejam "pacíficos" nos Estados Unidos.

Os quatro policiais que prenderam George Floyd em Mineápolis agora estão sendo processados, e a morte foi classificada como homicídio, como centenas de milhares de manifestantes pediram desde a semana passada, anunciaram ontem as autoridades.

Questionada sobre Donald Trump, Merkel afirmou que "o estilo político [do presidente dos EUA] é altamente controverso". "Trabalho com todos os presidentes eleitos de todo o mundo. E, é claro, com o presidente americano. O que posso fazer é esperar que possamos trabalhar juntos", concluiu Merkel.

Internacional