PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Merkel condena declarações 'difamatórias' de Erdogan contra Macron

18.jul.2020 - A chanceler alemã Angela Merkel (esq.) gesticula em conversa com o presidente da França, Emanuel Macron (centro-esquerda) e os premiês sueco, Stefan Lofven, e finlandês, Sanna Marin (ambos à direita) - John Thys/AFP
18.jul.2020 - A chanceler alemã Angela Merkel (esq.) gesticula em conversa com o presidente da França, Emanuel Macron (centro-esquerda) e os premiês sueco, Stefan Lofven, e finlandês, Sanna Marin (ambos à direita) Imagem: John Thys/AFP

26/10/2020 11h22

A chanceler alemã, Angela Merkel, classificou hoje como "difamatórias" e "inaceitáveis" as declarações do presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, contra seu colega francês, Emmanuel Macron, após suas palavras sobre o Islã e expressou sua "solidariedade" com Paris.

"São comentários difamatórios que são completamente inaceitáveis, particularmente no contexto do horrível assassinato do professor francês Samuel Paty por parte de um islamista fanático", declarou o porta-voz da chanceler, Steffen Seibert.

Em duas ocasiões neste fim de semana, Erdogan questionou a "saúde mental" de Macron, denunciando suas posições para os muçulmanos, depois de o chefe de Estado francês garantir que a França não vai renunciar às charges, nem à liberdade de expressão.

Macron pronunciou estas palavras na semana passada, em uma homenagem nacional ao professor, decapitado em um ataque islamista por mostrar ilustrações do profeta Maomé em sala de aula.

Internacional