PUBLICIDADE
Topo

Eleições Americanas

Conteúdo publicado há
3 meses

Estados de Arizona e Wisconsin oficializam vitória de Biden

24.nov.2020 - Joe Biden fala durante um evento de anúncio do gabinete em Wilmington - Chandan Khanna/AFP
24.nov.2020 - Joe Biden fala durante um evento de anúncio do gabinete em Wilmington Imagem: Chandan Khanna/AFP

30/11/2020 22h03

Washington, 1 dez 2020 (AFP) - Os estados de Arizona e Wisconsin oficialmente certificaram hoje a vitória de Joe Biden nas eleições presidenciais dos Estados Unidos, consolidando o sucesso do democrata contra Donald Trump, que ainda não admitiu derrota.

"Hoje assinamos a certificação das eleições de 2020 no Arizona", tuitou Doug Ducey, o governador republicano daquele estado, vencido por um democrata pela primeira vez em quase 25 anos.

Biden obteve uma vitória estreita por uma margem de 10.457 votos, em um estado em que votaram quase 3,5 milhões de eleitores no total.

A secretária de estado democrata do Arizona, Katie Hobbs, responsável pelas operações eleitorais, disse que a eleição foi "conduzida com transparência, precisão e justiça, apesar de várias alegações infundadas em sentido contrário".

Mais tarde, o governador de Wisconsin, Tony Evers, anunciou a certificação da vitória de Biden, em um estado que votou majoritariamente em Trump em 2016.

O Arizona também certificou a vitória do candidato democrata ao Senado, Mark Kelly, para que "ele seja empossado o mais rápido possível", frisou Ducey.

As certificações divulgadas nesta segunda-feira não significam necessariamente o fim do recurso dos republicanos na Justiça, já que, por exemplo, o Arizona permite que os resultados sejam contestados mesmo depois de validados.

De fato, a equipe de campanha de Trump tentou, até agora sem sucesso, dificultar o processo de certificação de resultados em estados-chave vencidos por Biden, desafiando-os no tribunal.

Eleições Americanas