PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Netanyahu promete 'intensificar' ataques contra Hamas após bombardeios

O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu disse que o Hamas "será golpeado de uma maneira que não se espera" - Ronen Zvulun/Pool/AFP
O primeiro-ministro de Israel Benjamin Netanyahu disse que o Hamas "será golpeado de uma maneira que não se espera" Imagem: Ronen Zvulun/Pool/AFP

Da AFP, em Jerusalém,

11/05/2021 10h49Atualizada em 11/05/2021 11h33

Israel vai "intensificar" seus ataques contra o Hamas, advertiu o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu nesta terça-feira (11), após a morte de dois israelenses, em função dos foguetes disparados da Faixa de Gaza, governada por este movimento palestino islamista.

"Desde ontem (segunda-feira), o Exército lançou centenas de ataques contra o Hamas e a Jihad Islâmica em Gaza (...), e vamos intensificar ainda mais a força dos nossos ataques", garantiu o premiê, em uma mensagem de vídeo, acrescentando que o Hamas "será golpeado de uma maneira que não se espera".

Pelo menos 20 pessoas, incluindo nove crianças e um comandante do grupo islamita Hamas, morreram na noite desta segunda-feira em ataques atribuídos ao Exército de Israel na Faixa de Gaza em resposta ao lançamento de uma centena de foguetes a partir do enclave palestino, após novos confrontos na Esplanada das Mesquitas, terceiro lugar mais sagrado do islamismo.

O Exército israelense afirmou que 150 foguetes foram lançados de Gaza, dezenas dos quais foram interceptados pelo sistema de defesa sem deixar vítimas. O Hamas informou ter lançado mais de 100 foguetes contra Israel "em resposta a seus crimes e à sua agressão contra a Cidade Sagrada", após confrontos violentos entre palestinos e a polícia israelense, principalmente na Esplanada, localizada na Cidade Velha de Jerusalém.

Internacional