Zelensky reduz idade do alistamento militar na Ucrânia de 27 para 25 anos

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, assinou, nesta terça-feira (2), um projeto de lei que prevê a redução da idade do alistamento militar de 27 para 25 anos, em um momento em que as Forças Armadas registram falta de homens para enfrentar a invasão russa.

Este projeto de lei, votado há um ano pelos deputados e que aguardava a promulgação da Presidência, entra em vigor a partir de quarta-feira (3), indicou a Rada, o Parlamento ucraniano, em seu site.

O governo deve, então, aplicar os diversos textos regulamentares no prazo de seis meses, de acordo com a nova idade de recrutamento.

O alistamento tem sido objeto de debate há meses desde que o Exército ucraniano sofreu perdas cuja magnitude mantém em sigilo. Ao contrário do início do conflito, hoje o Exército enfrenta dificuldades para encontrar voluntários para a frente de batalha.

O Parlamento votou em primeira instância, em fevereiro, uma série de medidas destinadas a facilitar a mobilização, mas um primeiro projeto preparado pelo governo foi devolvido para ser reescrito semanas antes.

O atual sistema de recrutamento é considerado por muitos injusto, ineficaz e às vezes corrupto. Além disso, há vozes que defendem a desmobilização daqueles que estão no front há algum tempo.

Deixe seu comentário

Só para assinantes