Conteúdo publicado há 1 mês

Ofensiva militar russa contra Kharkiv 'estagnou', dizem EUA

A ofensiva militar russa ao redor de Kharkiv, no nordeste da Ucrânia, "estagnou", afirmou neste domingo (9) o Conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, depois que Washington suspendeu parcialmente as restrições sobre o uso de armas americanas contra a Rússia.

"Quero ressaltar que esta ofensiva [russa] em Kharkiv estagnou. Kharkiv continua sob ameaça, mas nos últimos dias, os russos não conseguiram fazer progressos significativos nessa área", afirmou Jake Sullivan.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, por muito tempo se recusou a permitir que os ucranianos usassem armas fornecidas por Washington, seu principal parceiro militar, contra território russo.

Mas o mandatário americano finalmente suspendeu as restrições, sob certas condições.

"Não estamos autorizando ataques a 300 quilômetros dentro da Rússia e não estamos autorizando ataques a Moscou, ao Kremlin", insistiu Biden em uma entrevista publicada na quinta-feira pela ABC News.

A mudança de posição americana foi atribuída pelos funcionários aos bombardeios diários em Kharkiv, a segunda maior cidade da Ucrânia, pela Rússia.

Moscou invadiu a ex-república soviética em fevereiro de 2022.

"Do ponto de vista do presidente [Biden], é senso comum. O que estava acontecendo em Kharkiv, a novidade destes últimos meses, era uma ofensiva russa durante a qual eles iam e vinham pela fronteira, e não fazia sentido não permitir que os ucranianos disparassem através desta fronteira", disse Sullivan à CBS.

"Então o presidente autorizou isso. Os ucranianos colocaram em prática no campo de batalha", acrescentou de Paris, onde Biden está em uma viagem de Estado.

Continua após a publicidade

No mês passado, as forças russas registraram seus maiores avanços territoriais em 18 meses com uma grande ofensiva terrestre na região de Kharkiv, durante a qual capturaram várias cidades fronteiriças ucranianas e forçaram milhares de pessoas a deixarem suas casas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes