Conteúdo publicado há 8 meses

Lula cancela live semanal após TCU advertir sobre promoção pessoal

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, cancelou a transmissão semanal ao vivo nas redes sociais, chamada de Conversa com o Presidente, que estava prevista para esta quarta-feira, 20. O cancelamento ocorreu após a área técnica do Tribunal de Contas da União (TCU) ter sugerido que a Secretaria de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República seja advertida por causa da divulgação das lives semanais nas redes sociais de órgãos oficiais do governo.

A transmissão costuma ocorrer todas as terças-feiras, às 8h30.

Mesmo em viagem, Lula costuma participar das lives, adequando-se para que elas aconteçam no período da manhã pelo horário de Brasília.

Nesta semana, Lula cumpre agenda em Nova York, nos Estados Unidos, para participar da 78ª Sessão da Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

À reportagem, a assessoria do presidente havia informado na terça-feira que a live havia sido remarcada da terça para a quarta-feira. Contudo, na agenda do presidente, não constou o compromisso.

O parecer é relativo a uma representação proposta pelo deputado federal Luiz Philippe de Orleans e Bragança (PL-SP). Orleans e Bragança apresentou prints do Conversa com o Presidente compartilhados nas redes sociais da Secom, da Presidência da República, da Casa Civil, da Secretaria de Relações Institucionais, do Ministério das Cidades, da TV Brasil e da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) e diz que há "uma estruturação da publicidade institucional direcionada à promoção" de Lula.

O parecer da área técnica do TCU diz que, "no presente caso, havendo situações tanto de caráter informativo quanto de promoção pessoal no programa Conversa com o Presidente, conclui-se pela procedência parcial da representação".

Ao UOL, a Secom (Secretaria de Comunicação Social) informou que o programa "não aconteceu nas últimas duas semanas devido à pesada agenda internacional do presidente Lula, na G20 na Índia na semana passada, e na Assembleia Geral da ONU, em Nova York nesta semana". "E, neste momento, não há nenhuma decisão do TCU que impeça a sua realização, portanto o programa não está cancelado", concluiu.

Deixe seu comentário

Só para assinantes