OAB escolhe advogado que pediu 'guilhotina' a Lula para vaga no TST

O Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) escolheu nesta segunda-feira, 11, os seis nomes que irão disputar uma vaga no Tribunal Superior do Trabalho (TST). A vaga é resultado da aposentadoria do ministro Emmanoel Pereira.

Entre os escolhidos pela OAB está o advogado Emmanoel Campelo de Souza Pereira, filho do ministro aposentado. O advogado tem bom trânsito entre os deputados federais, foi diretor da Anatel e membro do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). É sócio do escritório Erick Pereira Advogados.

A lista da OAB inclui também Adriano Costa Avelino, advogado do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL). Ele já escreveu em uma rede social que a "guilhotina" é a punição para o presidente Lula (PT) e a ex-presidente Dilma Rousseff (PT). "Mas antes tem que cortar a língua para pararem de latir", afirmou, em março de 2016.

Avelino também já falou em passar a caminhonete por cima "desses vagabundos comunistas", referindo-se a professores que faziam protestos; defendeu o voto impresso e uma CPI do Tribunal Superior Eleitoral (TSE); e chamou Dilma de "bruxa". Procurado, ele não se manifestou.

VEJA OS ESCOLHIDOS:

1. Antônio Fabrício de Matos Gonçalves (MG)

2. Natasja Deschoolmeester (AM)

3. Roseline Morais (SE)

4. Adriano Costa Avelino (AL)

Continua após a publicidade

5. Raimar Rodrigues Machado (RS)

6. Emmanoel Campelo de Souza Pereira (RN)

A lista sêxtupla será encaminhada ao TST, que a reduzirá a uma lista tríplice. A escolha final do magistrado caberá ao presidente Lula. O candidato ainda precisará ser aprovado pelo Senado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes