Topo

Ministro da Itália está confiante em fechar acordo com UE

26/06/2019 08h03

ROMA, 26 JUN (ANSA) - O ministro da Economia da Itália, Giovanni Tria, afirmou nesta terça-feira (25) estar confiante em chegar a um acordo com a Comissão Europeia para evitar o processo de infração por dívidas excessivas. "Não vejo obstáculos para um acordo", disse ele durante coletiva de imprensa após o seminário tradicional da Villa Mondragone, organizado pela Universidade Tor Vergata.   

Segundo Tria, o relatório com as novas metas reflete uma política fiscal "mais do que prudente", além de garantir que o governo italiano reduzirá o déficit fiscal para este ano de 2,4% a 2,1/5 do Produto Interno Bruto (PIB).   

O governo italiano terá uma semana para desenvolver uma resposta convincente que incentive a UE a desistir da intenção de denunciar as contas de Roma, arriscando levar uma multa bilionária. Bruxelas, no entanto, pediu garantias tangíveis também para o próximo ano. A coalizão de governo formada pelo Movimento 5 Estrelas e o partido ultranacionalista Liga deve formalizar a nova meta na quarta-feira, e também discutir qual meta de déficit a ser estabelecida para 2020.   

Tria, por sua vez, ainda disse que a Itália pretende manter seu déficit baixo nos próximos anos e diminuir sua dívida reduzindo os gastos em vez de aumentar os impostos. "Com base nisso, sentimos que a Itália está substancialmente em conformidade com as regras fiscais europeias", disse.   

A Itália está na mira da Comissão Europeia por causa da previsão de alta do déficit e da dívida pública, em uma economia que já tem o segundo maior endividamento de toda a zona do euro, atrás apenas da Grécia. (ANSA)
Veja mais notícias, fotos e vídeos em www.ansabrasil.com.br.


Mais Internacional