PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Banco Mundial dobra compromisso com esforço climático na África

Adelaide Changole

14/03/2019 14h23

O Banco Mundial vai mais do que dobrar o compromisso com adaptação e mitigação climática na África nos próximos cinco anos, para US$ 22,5 bilhões.

"Esta região é particularmente vulnerável ao aumento das inundações, das secas e das tempestades destrutivas", disse a presidente interina do Grupo Banco Mundial, Kristalina Georgieva, em comunicado enviado por e-mail na quarta-feira. "Temos que fazer mais, e mais rapidamente, ou milhões de pessoas podem mergulhar na pobreza" devido aos efeitos das mudanças climáticas.

Apesar de contribuir com 4 por cento das emissões globais de gases causadores do efeito estufa, mais de 65 por cento da população do continente é afetada diretamente pelas mudanças climáticas, segundo a Comissão Econômica das Nações Unidas para a África.

Georgieva está na capital do Quênia, Nairóbi, para a One Planet Summit, cúpula convocada pelo presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, pelo presidente da França, Emmanuel Macron, e por Amina Mohammed, vice-secretária-geral das Nações Unidas e ex-ministra do Meio Ambiente da Nigéria.

O Banco Mundial e a KTDA Power, uma unidade da Kenya Tea Development Agency do Quênia, assinarão nesta quinta-feira um acordo de compra de redução de emissões para adquirir créditos de carbono de usinas hidrelétricas menores.

Meio Ambiente