PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Bernie Sanders pede que Trump não "apoie golpes" na América Latina

Senador Bernie Sanders - Getty Images/AFP
Senador Bernie Sanders Imagem: Getty Images/AFP

Em Washington

25/01/2019 04h01

O senador dos Estados Unidos Bernie Sanders pediu nesta quinta-feira (24) ao presidente Donald Trump para não "apoiar golpe" ou "mudança de regime" na América Latina, após seu reconhecimento ao autoproclamado Juan Guaidó como líder legítimo da Venezuela.

"Devemos aprender com as lições do passado e não participar de mudanças de regime ou apoiar golpes, como fizemos no Chile, na Guatemala, no Brasil e na República Dominicana", disse Sanders, que em 2016 disputou as primárias democratas à Casa Branca com Hillary Clinton.

"Os EUA têm um longo histórico de intervenção inadequada nos países da América Latina, e não devemos continuar por esse caminho novamente", acrescentou Sanders, que também criticou a gestão do presidente venezuelano, Nicolás Maduro.

Sanders aparece como um dos principais nomes para disputar as primárias democratas para a Casa Branca no próximo ano, embora o senador ainda não tenha anunciado se deseja disputar o cargo.

Além de Sanders, a congressista democrata Tulsi Gabbard, que apresentou sua pré-candidatura à Casa Branca em 2020, também se posicionou contra o apoio dos EUA a Guaidó.

"Os Estados Unidos devem ficar fora da Venezuela. Deixemos o povo da Venezuela decidir seu futuro. Não queremos que nenhum outro país eleja nossos líderes, portanto deveríamos deixar de tentar escolher os seus", disse Gabbard. 

Internacional