PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Número de vítimas identificadas após desabamento em Miami chega a 97

Vista de parte do prédio que desmoronou em Miami, na madrugada de 24 de junho - REUTERS/Marco Bello
Vista de parte do prédio que desmoronou em Miami, na madrugada de 24 de junho Imagem: REUTERS/Marco Bello

22/07/2021 17h27

A polícia de Miami-Dade, nos Estados Unidos, divulgou nesta quinta-feira que subiu para 97 o número de mortes confirmadas por causa do desabamento parcial de um prédio, ocorrido em 24 de junho.

A quantidade total de vítimas no desastre subiu após a identificação de mais um dos corpos que estavam desaparecidos, o de Linda March, de 58 anos.

De acordo com a polícia local, o corpo dela havia sido retirado dos escombros no último dia 5.

March, uma advogada que tinha se tinha se mudado de Nova York para a Flórida meses atrás, depois de ter superado a covid-19, segundo informam veículos de imprensa americanos.

A mulher, que já tinha vivido antes em Miami, voltou esperando que as temperaturas mais altas da região a beneficiassem.

Ontem, as autoridades locais confirmaram que a identificação de Anastasiya Gromova, de 24 anos, cujo corpo tinha sido retirado dos escombros no último domingo.

De acordo com o gabinete da prefeita de Miami-Dade, Daniella Levine Cava, até o momento, foram localizada 242 pessoas, sendo que 97 tiveram os restos mortais identificados.

As autoridades locais acreditam que ainda resta uma vítima da tragédia a ser identificada.

Ontem, em comunicado, Levine Cava informou que os trabalhos de limpeza já estavam perto do fim, com os escombros tendo sido transportados para perto do aeroporto, onde foram guardados na condição de evidência.

Na mesma nota, a prefeita, no entanto, admitiu que será muito difícil recuperar todos os restos mortais das vítimas do desabamento.

Internacional