Coreia do Norte diz que retirada do Sul de parque industrial é "declaração de guerra"

Em Paju

  • Por Ju-min Park

    Veículos sul-coreanos começam a deixar o complexo industrial de Kaesong, localizado na Coreia do Norte, depois da decisão do governo de Seul de repatriar seus cidadãos que trabalham no local

    Veículos sul-coreanos começam a deixar o complexo industrial de Kaesong, localizado na Coreia do Norte, depois da decisão do governo de Seul de repatriar seus cidadãos que trabalham no local

Por Ju-min Park

PAJU, Coreia do Sul (Reuters) - A Coreia do Norte informou que vai expulsar todos os sul-coreanos do Complexo Industrial de Kaesong, que administra com o país vizinho, nesta quinta-feira, classificando a decisão de Seul de suspender as operações, em retaliação ao lançamento de um foguete de longo alcance de Pyongyang no domingo, como uma "declaração de guerra".

Os norte-coreanos declararam o parque industrial, símbolo de cooperação das Coreias durante mais de uma década, uma zona de controle militar, afirmou a agência que lida com suas relações com o Sul, segundo a agência estatal de notícias KCNA.

Dezenas de caminhões sul-coreanos já retornavam pela fronteira no início desta quinta-feira, repletos de mercadorias e equipamentos, depois de Seul comunicar sua saída.

"Imperdoável o ato desse grupo de marionetes de suspender totalmente a operação (em Kaesong), vendo erro no teste da bomba H e no lançamento do satélite da República Popular Democrática da Coreia (nome oficial do país)", afirmou o norte-coreano Comitê para a Reunificação Pacífica da Coreia, referindo-se à Coreia do Sul.

A isolada Coreia do Norte desqualifica o Sul frequentemente, chamando o vizinho de marionete dos Estados Unidos, e com a mesma regularidade acusa ambos de atos de guerra contra si.

Pyongyang testou o que disse ser uma bomba de hidrogênio no dia 6 de janeiro, e no final de semana passado lançou um foguete que colocou um satélite em órbita.

EUA, Japão e Coreia do Sul acreditam que a manobra de domingo foi um teste de míssil balístico, que assim como seu quarto teste nuclear viola resoluções do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU). O Senado norte-americano votou unanimemente a favor de sanções mais rígidas.

A Coreia do Norte expulsou os sul-coreanos da zona industrial no final da tarde local, proibindo que levassem mais do que seus pertences pessoais, disse a KCNA. Após o anúncio do Norte, a Coreia do Sul declarou que sua prioridade máxima é o retorno seguro de seus cidadãos.

(Reportagem adicional de Jack Kim em Seul)

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos