Topo

Ataques contra refinarias da Arábia Saudita não partiram do Iêmen, diz autoridade dos EUA

Ataque com drones reivindicado por rebeldes iemenitas provocou incêndios em duas instalações petroleiras da gigante saudita Aramco - AFP
Ataque com drones reivindicado por rebeldes iemenitas provocou incêndios em duas instalações petroleiras da gigante saudita Aramco Imagem: AFP

Roberta Rampton

15/09/2019 16h42

O alcance e precisão dos bombardeios realizados por drones contra refinarias da Arábia Saudita no sábado (14) sugere que o ataque não foi conduzido por Houthis e que foi promovido a partir da direção oeste-noroeste, não do sul, a partir do Iêmen, disse uma autoridade dos Estados Unidos, neste domingo (15).

"Não há dúvida de que o Irã é responsável. Não importa como você analise, não há escapatória. Não há outro candidato. A evidência aponta para nenhuma outra direção além daquela que torna o Irã responsável por isso", disse a autoridade à agência de notícias Reuters.

Internacional