PUBLICIDADE
Topo

Internacional

Conteúdo publicado há
1 mês

Inundações no sul da Índia deixam mais de 20 mortos

Pessoas observam casa sendo arrastada pela correnteza do rio em Kottayam, na Índia - Reuters
Pessoas observam casa sendo arrastada pela correnteza do rio em Kottayam, na Índia Imagem: Reuters

Jose Devasia

Kochi, na Índia

18/10/2021 11h53Atualizada em 18/10/2021 12h32

Líderes de Kerala, Estado do sul da Índia, abriram as comportas de represas quase transbordantes nesta segunda-feira depois que ao menos 22 pessoas morreram na esteira das chuvas pesadas que atingiram a região durante o final de semana.

A precipitação em Kerala desencadeou marés de tempestade e deslizamentos de terra em várias áreas, e o Exército e a Marinha indianos foram acionados para resgatar moradores.

Abrir as represas poderia diminuir os riscos de transbordamentos potencialmente catastróficos, como aqueles parcialmente culpados pelas piores inundações no Estado em um século vistos em 2018, quando ao menos 400 pessoas morreram e 200 mil foram deslocadas, mas a liberação de água correnteza abaixo significa que áreas já vitimadas por inundações podem sofrer mais.

casa - Reuters - Reuters
Visão de uma casa danificada pelas fortes chuvas recebidas em Kottayam
Imagem: Reuters

Autoridades já abriram represas menores para evitar inundações, disse o ministro da Energia de Kerala, K Krishnankutty, em um comunicado, e a maior represa estadual, a de Idukki, também será aberta na manhã local de terça-feira.

Sheeba George, a maior autoridade do distrito de Idukki, disse à mídia local que dezenas de famílias foram retiradas de casa antes da abertura das comportas.

Ao menos 13 pessoas foram mortas por um deslizamento de terra no vilarejo de Kuttikkal, disseram autoridades e testemunhas.

P.K. Jayasree, a maior autoridade governamental do distrito de Kottayam, onde o deslizamento de terra ocorreu, disse que seis dos mortos são da mesma família.

Internacional