PUBLICIDADE
Topo

Meio Ambiente

Conteúdo publicado há
1 mês

Pesquisa: Amazônia gera 8% das emissões globais de metano, potente gás causador do efeito estufa

Atrás do dióxido de carbono, o metano é o segundo principal causador do efeito estufa - Lilo Clareto/Divulgação
Atrás do dióxido de carbono, o metano é o segundo principal causador do efeito estufa Imagem: Lilo Clareto/Divulgação

07/12/2021 14h02

A alusão ao CO2 como o principal gás causador do efeito estufa já se banalizou, mas outra molécula, o metano, gera sérias preocupações na comunidade científica. Uma pesquisa inédita sobre as emissões de CH4 pela Amazônia no Brasil acaba de ser publicada na revista científica Communications, Earth & Environment por uma equipe do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), detalhando de que maneira o bioma responde por 8% das emissões globais do gás.

Atrás do dióxido de carbono, o metano é o segundo principal causador do efeito estufa. Ele está menos presente do que o CO2 na atmosfera, mas é capaz de absorver muito mais calor do que o seu colega famoso. "Ele aquece 28 vezes mais do que uma molécula de CO2, o que gera uma importância significativa dele para o efeito estufa, que leva ao aquecimento do planeta", afirma a autora principal do estudo Luana Basso, em entrevista à RFI.

Na última Conferência do Clima da ONU (COP26), em Glasgow, pela primeira vez 105 países se comprometeram a reduzir em 30% as emissões deste gás até 2030, incluindo o Brasil. O país possui um inventário nacional de emissões causadas pela ação humana, em que a atividade agropecuária desponta como a maior fonte de geração de metano, devido à fermentação entérica do gado, durante a digestão. Já as emissões por causas naturais, ocasionadas em áreas inundáveis de regiões imensas como a Amazônia, ainda não são catalogadas oficialmente.

"Elas são a maior fonte natural de emissão de metano na atmosfera. Como há muito material orgânico para ser decomposto nessas áreas, e a maior parte acontece na ausência de oxigênio, temos a formação de metano em grandes quantidades, na comparação com outros ambientes", explica.

Atuação da pecuária será crucial para Brasil cumprir promessa

Em sua pesquisa, Basso concluiu que o bioma amazônico é responsável por 8% das emissões globais do gás. Cerca de 20% do território é composto por áreas inundáveis, o que explica que dois terços do total de geração de metano pela Amazônia tenha causas naturais, ao ocorrer em ambientes aquáticos como rios, lagos e pântanos.

"Não temos como influenciar ou reduzir as emissões naturais, mas as antrópicas, temos", frisa. "A gente observou que 17% do total de emissões vêm do processo de queimadas e 11% vêm do rebanho de gado, principalmente. "A meta de redução de 30% pode ser cumprida, desde que haja esforços e comprometimentos para isso. Com certeza precisaremos de redução de queimadas e da emissão pela atividade agropecuária, com o uso de meios mais eficientes de criação de gado, que já existem. Elas já são colocadas por vários órgãos do setor", ressalta.

Meio Ambiente