Informações sobre o álbums
  • editoria:
  • galeria:
  • link: http://noticias.uol.com.br/album/2015/03/26/crise-no-iemen.htm
  • totalImagens: 126
  • fotoInicial: 124
  • imagePath:
  • baixaResolucao: 0
  • ordem: ASC
  • legendaPos:
  • timestamp: 20150326094923
    • Iêmen [5669];
    • Internacional [35978]; Crise no Mundo Árabe [47282];
Fotos

18.ago.2014 - Manifestantes realizam protesto contra o governo e o aumento dos impostos da gasolina no centro da capital do Iêmen, Sanaa. O ato, que contou com a participação de milhares de pessoas, foi convocado pelo grupo rebelde houthi Mohammed Huwais/AFP Mais

26.ago.2014 - Manifestantes marcham durante ato em defesa do governo no Iêmen, em Sanaa. Uma rebelião xiita levou milhares de pessoas às ruas para exigir a renúncia do governo após uma decisão impopular de cortar os subsídios aos combustíveis Khaled Abdullah/Reuters Mais

29.ago.2014 - Seguidores do grupo xiita houthi realizam as tradicionais orações da semana durante um comício antigoverno em Sanaa, no Iêmen. As negociações para a formação de um novo governo iemenita caiu após exigências do grupo xiita para restabelecer os subsídios aos combustíveis cortados pelo presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi Khaled Abdullah/Reuters Mais

7.set.2014 - Polícia usa canhão de água durante confronto com manifestantes xiitas em Sanaa, no Iêmen. Rebeldes bloquearam a rodovia que leva ao aeroporto internacional da capital do país em protesto contra o governo Hani Mohammed/AP Mais

7.set.2014 - Polícia usa canhão de água durante confronto com manifestantes xiitas em Sanaa, no Iêmen. Rebeldes bloquearam a rodovia que leva ao aeroporto internacional da capital do país em protesto contra o governo Mohammed Huawais/AFP Mais

9.set.2014 - Xiitas do movimento houthi ajudam um manifestante ferido durante confrontos com policiais perto da sede do governo em Sanaa, capital do Iêmen. Soldados iemenitas também trocaram tiros com os rebeldes xiitas perto de uma base militar na entrada sul da cidade. Pelo menos sete manifestantes partidários do movimento morreram e dezenas ficaram feridos no protesto Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

20.set.2014 - Nuvem de fumaça se forma na sede da televisão estatal iemenita após ataque de militantes xiitas, em Sanaa, no Iêmen. Militantes que protestam contra o governo atacaram o prédio com morteiros Khaled Abdullah/Reuters Mais

22.set.2014 - Rebeldes xiitas do grupo Ansarualah, também conhecidos como houthis, soltam fogos de artifícios para celebrar a assinatura do acordo de cessar-fogo estabelecido para acabar com os confrontos com combatentes sunitas do partido Al Islah na cidade de Sanaa, capital do Iêmen. O acordo foi mediado por representantes da ONU Yaha Arhab/Efe Mais

9.out.2014 - Rebeldes xiitas ajudam homem ferido após ataque suicida próximo a mesquita em Sanaa, capital do Iêmen. Ao menos 20 pessoas foram mortas pelo atentado, de acordo com testemunhas no local Khaled Abdullah/Reuters Mais

14.out.2014 - Manifestante a favor do grupo xiita houthi carrega cartaz com imagem de um homem morto em um atentado suicida durante um cortejo fúnebre próximo a uma mesquita em Sanaa, no Iêmen. O grupo xiita realizou um funeral para as mais de 40 pessoas mortas no atentado Hani Ali/Xinhua Mais

19.out.2014 - Um seguidor armado do movimento xiita huthi verifica um carro em um posto de controle em uma rua em Sanaa, no Iêmen. Os houthis assumiram o controle da capital Sanaa em setembro e avançam em outras cidades, gerando conflitos violentos. A placa diz: "Alá é o maior. Morte à América, morte a Israel, uma maldição sobre os judeus, a vitória para o Islã" Khaled Abdullah/Reuters Mais

1º.nov.2014 - Manifestante iemenita entoa gritos de guerra durante ato contra o controle por parte de combatentes xiitas de cidades do país, em Sanaa. O movimento rebelde xiita dos houthis ameaçou criar um conselho de salvação nacional para administrar os assuntos do Iêmen caso os partidos políticos não formem um novo governo nos próximos dez dias Yahya Arhab/Efe Mais

22.nov.2014 - Iemenita protesta com a boca vedada em manifestação contra a insurgência xiita em Sanaa, capital do Iêmen. Desde setembro, rebeldes xiitas vêm tomando o controle de partes dos país, utilizando homens armados para ocupar prédios públicos e instalações militares e sem encontrarem grande resistência das forças oficiais Efe/Yahya Arhab Mais

20.dez.2014 - Manifestantes iemenitas protestam contra a insurgência xiita houthi, em Sanaa. As milícias xiitas têm se expandido pelo país Yahya Arhab/EFE Mais

23.dez.2014 - Civis e militantes houthis se reúnem no local de uma explosão em Sanaa, no Iêmen. Cinco bombas explodiram no quarteirão velho da cidade, onde moram muitos apoiadores do grupo, matando ao menos uma pessoa e ferindo outra Hani Ali/Xinhua Mais

5.jan.2015 - Membros da milícia xiita houthi observam buraco na parede causada pela explosão de uma bomba na sede do grupo, em Sanaa, no Iêmen Yahya Arhab/EFE Mais

20.jan.2015 - Rebelde xiita patrulha uma rua que leva ao palácio presidencial em Sanaa, no Iêmen, onde está o presidente Abd Rabbo Mansur Hadi. Os rebeldes se opõem ao projeto de Constituição, que prevê um Iêmen federal, formado por seis regiões Hani Mohammed/AP Mais

21.jan.2015 - Combatentes armados do poderoso movimento iemenita houthi montaram guarda do lado de fora da residência particular do presidente do Iêmen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, cuja casa normalmente é protegida por agentes da segurança presidencial. Os combatentes houthi enfrentaram guardas na residência de Hadi e invadiram seu palácio, ganhando terreno em sua busca por mais poder político, que tem enfraquecido a autoridade do Estado, e lançou o país árabe em uma crise profunda Khaled Abdullah/Reuters Mais

23.jan.2015 - Seguidores do movimento houthi transportam caixões de combatentes mortos durante confrontos com as forças da guarda presidencial, em Sanaa, no Iêmen. O presidente do país, Abd-Rabbu Mansour Hadi, renunciou em 22 de janeiro após os rebeldes dominarem a área em volta do palácio presidencial Khaled Abdullah/Reuters Mais

23.jan.2015 - Rebeldes do Iêmen vão às ruas para apoiar movimento que levou à renúncia de presidente Khaled Abdullah/Reuters Mais

24.jan.2015 - Milhares de cidadãos do Iêmen foram para as ruas da capital Sanaa protestar contra o movimento rebelde xiita houthi, que provocou a renúncia do presidente e outros membros do governo do país Mohammed Huwais/AFP Photo Mais

26.jan.2015 - Manifestantes contrários à milícia xiita fogem durante protesto em Sanaa, no Iêmen. Desde 22 de janeiro, o Iêmen não tem presidente nem governo após a renúncia dos dois chefes do Poder Executivo, pressionados pelos milicianos xiitas que tomaram o palácio presidencial e outros edifícios governamentais Khaled Abdullah/Reuters Mais

11.fev.2015 - Soldados iemenitas reforçam a segurança na entrada da embaixada dos Estados Unidos, em Sanaa. A Casa Branca confirmou que fechou a embaixada "até segunda ordem", diante da possibilidade de ataques terroristas devido à instabilidade do país, e pediu aos seus cidadãos que deixem o território o mais rápido possível Yahya Arhab/Efe Mais

11.fev.2015 - Soldados montam guarda na entrada da Embaixada dos Estados Unidos em Sanaa, no Iêmen. O local foi evacuado completamente na terça-feira à noite, dia em que foi anunciada a suspensão definitiva dos serviços diplomático no país. O movimento dos houthis, contrário aos EUA, ocupou nos últimos meses edifícios governamentais, ao mesmo tempo em que estendeu seu controle para sete províncias iemenitas Khaled Abdullah/Reuters Mais

11.fev.2015 - Manifestantes comemoraram o quarto aniversário da revolta que derrubou o ex-presidente Ali Abdullah Saleh, no sudoeste da cidade de Taiz, no Iêmen Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

16.fev.2015 - Integrantes do movimento iemenita houthi, vestindo uniformes do Exército, patrulham uma rua perto do Palácio Republicano, em Sanaa. O Conselho de Segurança da ONU aprovou por unanimidade uma resolução exigindo que os rebeldes devolvam imediatamente o controle do governo do Iêmen Hani Mohammed/AP Mais

19.fev.2015 - Integrantes do movimento iemenita houthi patrulham área ao redor do hotel em Sanaa, onde acontecem as negociações intermediadas pela ONU na busca de uma solução política para a crise do Iêmen. Mais de 100 pessoas morreram desde o começo do ano devido aos conflitos no país Khaled Abdullah/Reuters Mais

12.fev.2015 - Abraham Jacob e seus filhos, que estão entre os últimos membros remanescentes de uma comunidade judaica, no Iêmen. O antissemitismo é um elemento central na política dos militantes houthis, que governam o país Tyler Hicks/The New York Times Mais

23.fev.2015 - Soldados iemenitas montam guarda em frente à embaixada egípcia, poucas horas depois de o local ter sido fechado, na capital Sanaa. Embaixadas de vários países foram fechadas após a cidade ficar sob controle do movimento xiita houthi e a segurança ser ameaçada. O presidente do Iêmen, Abdo Rabbo Mansour Hadi, pediu para a ONU a mudança das negociações entre forças políticas do país para "um lugar seguro" Mohammed Huwais/AFP Mais

25.fev.2015 - Multidão protesta em apoio ao presidente do Iêmen, Abd-Rabbu Mansour Hadi, na cidade de Taiz. Hadi retomou as suas funções no domingo, comparecendo ao primeiro compromisso público com funcionários do Estado, desde que fugiu do palácio presidencial, em Sanaa, onde era mantido preso pelo grupo islamita houthi, que domina metade do norte do país Anees Mahyoub/Reuters Mais

28.fev.2015 - Manifestantes iemenitas contrários à milícia xiita houthi protestam contra o sequestro da francesa Isabelle Prime e sua intérprete iemenita, Sherine Makkaoui, em Sanaa. As mulheres foram sequestradas na semana passada, na capital, por atiradores não identificados Mohammed Huwais/AFP Mais

10.mar.2015 - Partidários de Ahmed Ali Abdullah Saleh, filho do ex-presidente do Iêmen Ali Abdullah Saleh, exigem a realização de eleições presidenciais, em Sanaa Khaled Abdullah/Reuters Mais

10.mar.2015 - Apoiadores de Ahmed Ali Abdullah Saleh, filho do ex-presidente iemenita Ali Abdullah Saleh, erguem suas armas enquanto gritam palavras de ordem durante protesto pedindo que as eleições presidenciais sejam mantidas e que Saleh seja candidato, em Sanaa, no Iêmen Hani Mohammed/AP Mais

15.mar.2015 - Artistas pintam muro em campanha contra a violência no Iêmen, na cidade de Sanaa Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

18.mar.2015 - Pessoas olham mancha de sangue em local do assassinato do jornalista iemenita Abdul Kareem al-Khaiwani, em Sanaa. Segundo a polícia, dois criminosos numa motocicleta atiraram em Khaiwani, que também era um ativista pelos direitos dos houthis no país Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

19.mar.2015 - Milicianos iemenitas leais ao presidente Abedrabbo Mansour Hadi montam guarda perto do aeroporto no sul da cidade de Aden, durante confrontos com as forças de oposição. A batalha deixou cinco pessoas mortas e forçou o fechamento do aeroporto internacional. As tropas fortemente armadas, que estão aliadas com a milícia xiita no controle da capital Sanaa, avançaram dentro do perímetro do aeroporto, mas foram contidos pelas forças leais, segundo fontes de segurança AFP Mais

20.mar.2015 - Uma menina ferida é levada para fora de uma mesquita que foi atacada por um homem-bomba, em Sanaa, no Iêmen. Várias pessoas foram mortas em atentados contra duas mesquitas na capital iemenita durante as orações do meio-dia, de acordo com a agência de notícias Reuters. As mesquitas são frequentadas principalmente por simpatizantes do grupo xiita houthi, que assumiu o controle do governo Khaled Abdullah/Reuters Mais

22.mar.2015 - O Conselho de Segurança da ONU observa exposição apresentada pelo conselheiro especial Jamal Benomar via videoconferência a partir de Doha, Qatar, durante reunião de emergência do conselho sobre a situação do Iêmen, em Nova York. O conselho aceitou uma declaração presidencial sobre o Iêmen, expressando apoio ao presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi e apelando para todas as partes que se abstenham de ações que comprometam a legitimidade do líder do país. A terceira maior cidade do Iêmen, Taiz, foi tomada pela milícia xiita houthi, segundo autoridades Niu Xiaolei/Xinhua Mais

23.mar.2015 - Manifestantes anti-houthi entram em confronto com policiais pró-houthi no sudoeste da cidade de Taiz, no Iêmen. Milícias houthis tomaram o controle da terceira maior cidade do país, localizada a cerca de 250 quilômetros ao sul da capital Sanaa. A invasão ocorreu dois dias após os ataques a duas mesquitas, quando quatro homens-bomba detonaram explosivos em meio a centenas de fiéis xiitas, deixando pelo menos 142 mortos e 350 feridos Anees Mahyoub/Reuters Mais

24.mar.2015 - Manifestantes anti-houthi fogem de policiais pró-houthi que abriram fogo na tentativa de dispersar o protesto contra o movimento muçulmano xiita, em Taiz, no sudoeste do Iêmen. As tropas da milícia houthi mataram pelo menos quatro manifestantes, segundo autoridades Anees Mahyoub/Reuters Mais

24.mar.2015 - Membros de uma coalizão composta por tribos locais e simpatizantes do movimento separatista do sul do Iêmen, que se opõem ao movimento xiita houthi de resistência popular, dirigem um tanque na base aérea de Al-Anad, em Lahj Saleh AL-Obeidi/AFP Mais

25.mar.2015 - Xiitas houthi participam de funeral das vítimas de ataques suicidas contra duas mesquitas de Sanaa, no Iêmen Hani Mohammed/AP Mais

26.mar.2015 - Iemenitas carregam homem ferido após ser removido dos escombros de sua casa, vizinha do aeroporto de Sanaa, depois de um ataque ao local. A Arábia Saudita e seus aliados na região do Golfo Pérsico lançaram uma série de operações militares no Iêmen, incluindo ataques aéreos, contra as forças rebeldes houthis que ameaçam por o país em uma guerra civil Khaled Abdullah/Reuters Mais

26.mar.2015 - O ministro da Defesa, o príncipe saudita Mohammad bin Salman (à direita), e o ministro do Interior, Mohammed bin Nayef, são informados sobre as operações militares no Iêmen, no centro de comando em Riad. A Arábia Saudita e aliados da região do Golfo Pérsico lançaram operações militares, incluindo ataques aéreos, contra a milícia xiita houthi Reuters Mais

26.mar.2015 - Moradores observam local de um atentado a bomba perto de uma base da Força Aérea do Iêmen, em Sanaa. De acordo com a imprensa local, a Arábia Saudita e os Estados membros do Conselho de Cooperação do Golfo lançaram ataques aéreos contra xiitas houthis Hani Ali/Xinhua Mais

26.mar.2015 - Iemenita descansa após procurar vítimas no local de um atentado a bomba perto de uma base da Força Aérea, em Sanaa. De acordo com a imprensa local, a Arábia Saudita e os Estados membros do Conselho de Cooperação do Golfo lançaram ataques aéreos contra xiitas houthis Hani Ali/Xinhua Mais

26.mar.2015 - Seguidores da milícia xiita houthi protestam em apoio ao movimento em Saada, cidade do noroeste do Iêmen. Nos cartazes, lê-se "Allah é o maior", "Morte à América" e "Morte a Israel" Naiyf Rahma/Reuters Mais

26.mar.2015 - Iemenita mostra a foto de criança que foi morta durante o bombardeio em um bairro de Sanaa. Pelo menos 13 civis foram mortos e cinco casas foram destruídas no ataque liderado pela Arábia Saudita Yahya Arhab/EFE Mais

Rebeldes xiitas, conhecidos como houthis, erguem armas em protesto contra bombardeiros da força liderada pela Arábia Saudita, nesta quinta-feira (26) em Sanaa, no Iêmen. Várias bases e instalações foram bombardeadas pela força da coalizão regional em campanha contra os rebeldes que forçaram a saída do presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi Hani Mohammed/AP Mais

26.mar.2015 - Apoiadores do grupo xiita houthi seguram bandeira nacional do Iêmen durante um protesto em Sanaa. O grupo organizou a manifestação para denunciar um ataque aéreo que teria sido comandado pela Arábia Saudita contra os houthis na capital e em várias cidades iemenitas Hani Ali/Xinhua Mais

26.mar.2015 - Iemenitas observam veículo incendiado que teria pertencido a combatentes houthis, após enfrentamentos com milícias tribais leais ao presidente Abdo Rabbo Mansour Hadi, ao sul da província de Aden. A Arábia Saudita lidera uma intervenção militar formada por vários países árabes e também pelo Paquistão, sob o argumento de proteger a segurança na região EFE Mais

31.mar.2015 - Ativistas da Jamaat ud Dawa saem às ruas em apoio à Arábia Saudita em Karachi, no Paquistão. Autoridades do país evacuaram no domingo (29)mais de 500 paquistaneses do Iêmen em jato jumbo e enviou um navio para resgatar outras pessoas Rizwan Tabassum/AFP Mais

31.mar.2015 - Iraquianos saem às ruas em Bagdá para mostrar apoio aos xiitas houthis do Iêmen e em protesto contra os ataques aéreos ao Iêmen por uma coalizão liderada Arábia. As tropas sauditas entraram em confronto com combatentes houthis nesta terça-feira (31). Na fronteira, a troca o embate é intenso Thaier Al-Sudani/Reuters Mais

31.mar.2015 - Iemenitas colocam seus pertences em caminhão depois de sua casa ser destruída por ataque aéreo saudita que tem como atingir rebeldes em Sanaa (Iêmen). Os rebeldes houthis continuam a resistir aos bombardeios da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, que mostrou a sua determinação em continuar a bombardear as posições do movimento xiita até sua rendição. Na região, pelo menos onze civis foram mortos e 33 ficaram feridos na noite passada após seis casas localizadas na cidade de Yarin, na província de Eb. Um míssil atingiu as partidas do aeroporto internacional, mas não causou vítimas para serem fechadas e esvaziar a instalação Yahya Arhab/EFE Mais

2.abr.2015 - Família iemenita foge de carro em razão dos ataques aéreos liderados pelos sauditas em Sanaa Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

2.abr.2015 - Indianos que viviam no Iêmen chegam a Mumbai, na Índia, em avião da Força Aérea. A Índia está retirando seus cidadãos do Iêmen por conta da crescente violência no país do Oriente Médio Mitesh Bhuvad/AP Mais

5.abr.2015 - Um homem aguarda sua família que foi retirada do Iêmen no aeroporto internacional de Mumbai, na Índia. O governo indiano quer retirar 4.000 conterrâneos da região em conflito, mais da metade enfermeiras Danish Siddiqui/Reuters Mais

7.abr.2015 - Um apoiador do Movimento Separatista, leal às forças do governo, faz patrulha em uma rua no distrito de Dar Saad, no norte de Áden, nesta terça-feira (7). A situação humanitária em Áden, principal cidade do sul do Iêmen, é "catastrófica", alertou a Cruz Vermelha, que confirmou nesta terça-feira (7) a chegada ao país de um primeiro avião com funcionários da área de saúde Saleh al-Obeidi/AFP Mais

7.abr.2015 - Uma explosão foi registrada na área de Faj Attan, na capital iemenita de Sanaa, nesta terça-feira (7), após bombardeio aéreo que teria sido protagonizado por rebeldes xiitas Huthi, liderados por aliança saudita Mohammed Huwais/AFP Mais

8.abr.2015 - Fumaça emana de prédio após bombardeiro da coalizão liderada pela Arábia Saudita em bairro dominado por rebeldes, no Iêmen. A ajuda humanitária começou a chegar nesta quarta-feira ao Iêmen. Na cidade de Áden, atracaram dois navios da organização MSF (Médicos Sem Fronteiras ) e do CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha), carregados de equipamentos médicos preparados para atender os feridos no conflito Yahya Arhab/EFE Mais

8.abr.2015 - Combatentes iemenitas do movimento separatistas atiram contra rebeldes huthi durante conflito no norte do bairro de Dar Saad, em Áden, no Iêmen, nesta quarta-feira (8). A ajuda humanitária começou a chegar nesta quarta-feira ao Iêmen. Na cidade de Áden, atracaram dois navios da organização MSF (Médicos Sem Fronteiras ) e do CICV (Comitê Internacional da Cruz Vermelha), carregados de equipamentos médicos preparados para atender os feridos no conflito Saleh al-Obeidi/AFP Mais

Refugiados iemenitas recém-chegados ao campo de refugiados construido pela ONU em Djibuti se acomodam com suas malas enquanto esperam para saber onde poderam deixar suas bagagens em Obock, uma pequena cidade portuária no Djibouti. A ONU disse que pelo menos 900 pessoas haviam chegado no Chifre da África nos últimos 10 dias, incluindo 344 iemenitas que procuraram refúgio em Djibouti após ataques aéreos sauditas a regiões dominadas por rebeldes Tony Karumba/AFP Mais

Crianças iemenitas brincam em um centro de refugiados, em Obock, uma pequena cidade portuária no Djibuti. A ONU, responsável pelo campo, disse que pelo menos 900 pessoas haviam chegado no Chifre da África nos últimos 10 dias, incluindo 344 iemenitas que procuraram refúgio em Djibouti após ataques aéreos sauditas a regiões dominadas por rebeldes Tony Karumba/AFP Mais

Garoto do Iemên jogam bolaem um centro de refugiados, em Obock, uma pequena cidade portuária no Djibuti. A ONU, responsável pelo campo, disse que pelo menos 900 pessoas haviam chegado no Chifre da África nos últimos 10 dias, incluindo 344 iemenitas que procuraram refúgio em Djibouti após ataques aéreos sauditas a regiões dominadas por rebeldes Tony Karumba/AFP Mais

22.abr.2015 - Rebeldes xiitas conhecidos como houthis seguram suas armas durante um protesto que pede o fim total dos bombardeios aéreos da coalizão, assim como uma negociação patrocinada pela ONU, nesta quarta-feira, em Sanna, Iêmen, após o anúncio da Arábia Saudita sobre o fim da primeira fase de intervenção nesse país Hani Mohammed/AP Mais

22.abr.2015 - Rebeldes xiitas conhecidos como houthis seguram suas armas durante um protesto que pede o fim total dos bombardeios aéreos da coalizão, assim como uma negociação patrocinada pela ONU, nesta quarta-feira, em Sanna, Iêmen, após o anúncio da Arábia Saudita sobre o fim da primeira fase de intervenção nesse país Yahya Arhab/EFE Mais

22.abr.2015 - Rebeldes xiitas conhecidos como houthis seguram suas armas durante um protesto que pede o fim total dos bombardeios aéreos da coalizão, assim como uma negociação patrocinada pela ONU, nesta quarta-feira, em Sanna, Iêmen, após o anúncio da Arábia Saudita sobre o fim da primeira fase de intervenção nesse país Yahya Arhab/EFE Mais

22.abr.2015 - Rebeldes xiitas conhecidos como houthis seguram suas armas durante um protesto que pede o fim total dos bombardeios aéreos da coalizão, assim como uma negociação patrocinada pela ONU, nesta quarta-feira, em Sanna, Iêmen, após o anúncio da Arábia Saudita sobre o fim da primeira fase de intervenção nesse país Hani Mohammed/AP Mais

22.abr.2015 - Uma mulher iemenita segura uma arma na cidade portuária de Áden, no subúrbio de Dar Saad, nesta quarta-feira (22). Os conflitos terrestres entre os rebeldes e as forças leais ao presidente exilado Abed Rabbo Mansour Hadi se alastraram por várias cidades do país Saleh al-Obeidi/AFP Mais

22.abr.2015 - Um garoto segura um rifle durante um protesto que pede o fim total dos bombardeios aéreos da coalizão, assim como uma negociação patrocinada pela ONU, nesta quarta-feira (22), em Sanaa, Iêmen, após o anúncio da Arábia Saudita sobre o fim da primeira fase de intervenção nesse país Khaled Abdullah/Reuters Mais

10.mai.2015 - Aviões da coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, bombardearam neste domingo em Sana a casa do ex-presidente iemenita, Ali Abdullah Saleh, cujos milicianos combatem junto ao movimento xiita dos houthis no Iêmen Yahya Arhab/AFP Mais

10.mai.2015 - Um ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita atingiu a casa do ex-presidente do Iêmen Ali Abdullah Saleh, neste domingo (10), em Sanaa. Iêmen se aproxima de um cessar-fogo após a reação positiva dos rebeldes huthis e seus aliados a uma proposta de trégua da Arábia Saudita Hani Mohammed/AP Mais

11.mai.2015 - Poderosas explosões abalaram a capital iemenita Sanaa nesta segunda-feira (11) após um ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita que atingiu um depósito de armas e munições dos rebeldes xiitas huthis Khaled Abdullah/Reuters Mais

11.mai.2015 - Depósito de armas do Exército do Iemên pega fogo depois de ter sido atingido por um ataque aéreo em Sanaa, capital do nesta segunda-feira (11) Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

12.mai.2015 - Ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita atinge base militar controlada por rebeldes xiitas huthis em Sanaa, capital do Iêmen. A coalizão intensificou os ataques às vésperas de um cessar-fogo, com os rebeldes prosseguindo com os disparos contra o território saudita e afirmando ter abatido um avião da coalizão Khaled Abdullah/Reuters Mais

12.mai.2015 - Uma coluna de fumaça emana do castelo Al-Qahira, uma antiga fortaleza que foi recentemente tomada pelos rebeldes xiitas, após ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita, em Taiz, no Iêmen, nesta terça-feira (12). Ataques aéreos atingiram cidades do país enquanto o novo enviado da ONU, Ould Cheikh Ahmed, chegou ao Iêmen horas antes de um cessar-fogo de cinco dias, pactuado depois de mais de seis semanas de guerra Abdulnasser Alseddik/AP Mais

12.mai.2015 - Uma criança iemenita se recupera em um hospital em Sanaa, nesta terça-feira (12), um dia após ser ferida em um ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita no Monte Noqum Mohammed Huwais/AFP Mais

12.mai.2015 - Família deslocada foge com sua bagagem durante um ataque aéreo em um depósito de armas em Sanna, no Iêmen, nesta terça-feira (12) Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

12.mai.2015 - Fumaça emana de local controlado por huthis após ataque aéreo em Sanaa, no Iêmen, nesta terça-feira (12) Khaled Abdullah/Reuters Mais

14.mai.2015 - Integrantes de tribos e comitês populares, leais ao presidente deposto do Iêmen Abderabbo Mansour Hadi, lançam foguetes contra áreas dominadas por rebeldes huthi, nesta quinta-feira (14), na província de Marib, no leste da capital do Iêmen. A ajuda humanitária começou a chegar nesta quarta-feira ao Iêmen, horas depois da entrada em vigor de uma trégua humanitária entre a coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita e os rebeldes xiitas huthis, que segundo os sauditas já violaram o cessar-fogo. "As milícias huthis violaram a trégua", denunciou a coalizão em um comunicado AFP Mais

14.mai.2015 - Meninas iemenitas sorriem da janela de sua casa para o fotógrafo na antiga cidade de Sanaa. As Nações Unidas conclamaram as nações envolvidas no conflito para que imponham um cessar-fogo humanitário a fim de permitir a entrada de alimentos, remédios e médicos Mohammed Huwais/AFP Mais

14.mai.2015 - Crianças brincam com balões, dentro de uma escola, onde estão vivendo com suas famílias após fugirem das casas onde viviam. As famílias foram vítimas de um ataque aéreo que destruiu suas casas, em Sanaa, no Iêmen Hani Mohammed/AP Mais

18.mai.2015 - Garoto iemenita masca Qat, uma droga suave usada diariamente por muitos iemenitas, durante uma marcha em apoio ao movimento xiita huthi e em protesto contra as operações militares lideradas pela Arábia Saudita direcionada à oposição e seus aliados, em Sanaa, no Iêmen, nesta segunda-feira (18) Mohammed Huwais/AFP Mais

18.mai.2015 - Crianças atravessam área bombardeada por forças lideradas pela Arábia Saudita, em Sanaa, Iêmen. Segundo moradores, novos ataques aconteceram durante a noite após uma trégua humanitária de cinco dias expirar no domingo Hani Mohammed/AP Mais

Um refugiado iemenita conforta sua filha enquanto ela chora por conta do calor em um orfanato em construção que foi transformado em um centro de trânsito para os refugiados iemenitas, em Obock, norte do Djibouti nesta terça-feira (19). De acordo com o Acnur (Alto Comissariado das Nações Unidas para Refugiados), pelo menos 1.000 refugiados iemenitas que procuram asilo chegaram a Obock desde o início dos ataques aéreos Mosa'ab Elshamy/AP Mais

24.mai.2015 - Apoiadores dos rebeledes huthis enterram neste domingo (24) o corpo de companheiro provavelmente morto durante os recentes confrontos entre combatentes apoiados pela Arábia Saudita e huthis, no sul do Iêmen. A coalização liderada pelos sauditas intensificou os ataques aéreos sobre áreas de domínio dos rebeldes, matando mais de 1000 pessoas e, de acordo com estimativas da ONU (Organização das Nações Unidas), levando meio milhão de pessoas a deixarem suas casas Yahya Arhab/EPA/EFE Mais

29.mai.2015 - Suposta casa de um líder houthi é destruída por ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita, na capital do Iêmen, Sanaa. A ofensiva aérea da coalizão contra os rebeldes e as forças aliadas leais ao ex-líder Ali Abdullah Saleh começou em 26 de março, em um esforço para restaurar o presidente apoiado pela ONU Abedrabbo Mansour Hadi ao poder Mohammed Huwais/AFP Mais

29.mai.2015 - Militante posa ao lado da suposta casa de um líder houthi, destruída por um ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita, na capital do Iêmen, Sanaa. A ofensiva aérea da coalizão contra os rebeldes e as forças aliadas leais ao ex-líder Ali Abdullah Saleh começou em 26 de março, em um esforço para restaurar o presidente apoiado pela ONU Abedrabbo Mansour Hadi ao poder Mohammed Huwais/AFP Mais

29.mai.2015 - Um centro de telecomunicações é destruído por ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita, em Saada, cidade localizada no noroeste do Iêmen Reuters Mais

12.jun.2015 - Civis morreram e três casas foram destruídas após vários ataques da coalizão árabe, liderada pela Arábia Saudita, contra uma área residencial do centro velho de Sanaa, a capital do Iêmen. A região, situado em um vale da montanha, foi habitada há mais de 2.500 anos. Nos séculos 7 e 8, a cidade se tornou um importante centro para a propagação do Islã, que compreende 103 mesquitas, 14 banhos turcos e mais de 6.000 casas, todas construídas antes do século 9 Hani Mohammed/AP Mais

12.jun.2015 - Moradores procuram sobreviventes após ataques aéreos na Cidade Velha de Sanaa, no Iêmen. Aviões de guerra das forças de coalizão lideradas pelos sauditas bombardearam um local histórico inscrito na lista do Patrimônio Mundial da ONU e mataram civis. A região, situado em um vale da montanha, foi habitada há mais de 2.500 anos. Nos séculos 7 e 8, a cidade se tornou um importante centro para a propagação do Islã, que compreende 103 mesquitas, 14 banhos turcos e mais de 6.000 casas, todas construídas antes do século 9 Hani Ali/Xinhua Mais

12.jun.2015 - Moradores procuram sobreviventes após ataques aéreos na Cidade Velha de Sanaa, no Iêmen. Aviões de guerra das forças de coalizão lideradas pelos sauditas bombardearam um local histórico inscrito na lista do Patrimônio Mundial da ONU e mataram civis. A região, situado em um vale da montanha, foi habitada há mais de 2.500 anos. Nos séculos 7 e 8, a cidade se tornou um importante centro para a propagação do Islã, que compreende 103 mesquitas, 14 banhos turcos e mais de 6.000 casas, todas construídas antes do século 9 Hani Mohammed/AP Mais

12.jun.2015 - Moradores procuram sobreviventes após ataques aéreos na Cidade Velha de Sanaa, no Iêmen. Aviões de guerra das forças de coalizão lideradas pelos sauditas bombardearam um local histórico inscrito na lista do Patrimônio Mundial da ONU e mataram civis. A região, situado em um vale da montanha, foi habitada há mais de 2.500 anos. Nos séculos 7 e 8, a cidade se tornou um importante centro para a propagação do Islã, que compreende 103 mesquitas, 14 banhos turcos e mais de 6.000 casas, todas construídas antes do século 9 Mohammed Huwais/AFP Mais

12.jun.2015 - Morador procura sobreviventes após ataques aéreos na Cidade Velha de Sanaa, no Iêmen. Aviões de guerra das forças de coalizão lideradas pelos sauditas bombardearam um local histórico inscrito na lista do Patrimônio Mundial da ONU e mataram civis. A região, situado em um vale da montanha, foi habitada há mais de 2.500 anos. Nos séculos 7 e 8, a cidade se tornou um importante centro para a propagação do Islã, que compreende 103 mesquitas, 14 banhos turcos e mais de 6.000 casas, todas construídas antes do século 9 Mohammed Huwais/AFP Mais

12.jun.2015 - Moradores procuram sobreviventes após ataques aéreos na Cidade Velha de Sanaa, no Iêmen. Aviões de guerra das forças de coalizão lideradas pelos sauditas bombardearam um local histórico inscrito na lista do Patrimônio Mundial da ONU e mataram civis. A região, situado em um vale da montanha, foi habitada há mais de 2.500 anos. Nos séculos 7 e 8, a cidade se tornou um importante centro para a propagação do Islã, que compreende 103 mesquitas, 14 banhos turcos e mais de 6.000 casas, todas construídas antes do século 9 Mohammed Huwais/AFP Mais

24.jun.2015 - Integrantes da Cruz Vermelha do Iemên distribuem ajuda para família desabrigadas em al-Saleh, bairro da cidade de Aden, no sul do país Saleh Al-Obeidi/AFP Mais

Homem procura por sobreviventes sob os escombros de uma casa destruída por ataques aéreos sauditas em Sanaa, capital do Iêmen. A ONU (Organização das Nações Unidas) declarou na quarta-feira (1º) que o país está no mais alto nível de emergência humanitária, onde mais de 80% da população precisa de assistência Hani Mohammed/AP Mais

3.jul.2015 - Iemenitas ficam sobre os escombros de um prédio histórico destruído há duas semanas por um ataque aéreo a coalizão liderada pela Arábia Saudita na cidade antiga de Sanaía, no Iêmen, nesta sexta-feira (3). A Unesco incluiu cidade antiga de Sanaía na lista de Patrimônio Mundial em perigo devido aos sérios estragos feitos em meio a confrontos entre rebeldes xiitas Houthi e as forças pró-governo no Iêmen. Com um legado de 103 mesquitas, 14 casas de banho publicas, 6.000 prédios construídos antes do século 11, Sanaía foi inscrita como Patrimônio da Humanidade em 1986 Yahya Arhab/EPA/EFE Mais

3.jul.2015 - Um iemenita senta na janela de um prédio histórico destruído há duas semanas por um ataque aéreo a coalizão liderada pela Arábia Saudita na cidade antiga de Sanaía, no Iêmen, nesta sexta-feira (3). A Unesco incluiu cidade antiga de Sanaía na lista de Patrimônio Mundial em perigo devido aos sérios estragos feitos em meio a confrontos entre rebeldes xiitas Houthi e as forças pró-governo no Iêmen. Com um legado de 103 mesquitas, 14 casas de banho publicas, 6.000 prédios construídos antes do século 11, Sanaía foi inscrita como Patrimônio da Humanidade em 1986 Yahya Arhab/EPA/EFE Mais

3.jul.2015 - Prédios históricos foram destruídos há duas semanas por um ataque aéreo a coalizão liderada pela Arábia Saudita na cidade antiga de Sanaía, no Iêmen, nesta sexta-feira (3). A Unesco incluiu cidade antiga de Sanaía na lista de Patrimônio Mundial em perigo devido aos sérios estragos feitos em meio a confrontos entre rebeldes xiitas Houthi e as forças pró-governo no Iêmen. Com um legado de 103 mesquitas, 14 casas de banho publicas, 6.000 prédios construídos antes do século 11, Sanaía foi inscrita como Patrimônio da Humanidade em 1986 Yahya Arhab/EPA/EFE Mais

3.jul.2015 - A cidade antiga de Sanaía, no Iêmen, tem um legado de 103 mesquitas, 14 casas de banho publicas, 6.000 prédios construídos antes do século 11 e, por isso, foi inscrita como Patrimônio da Humanidade em 1986 pela Unesco. A entidade da ONU incluiu Sanaía na lista de Patrimônio Mundial em perigo devido aos sérios estragos feitos em meio a confrontos entre rebeldes xiitas Houthi e as forças pró-governo no Iêmen. A imagem foi feita nesta sexta-feira (3) Yahya Arhab/EPA/EFE Mais

6.jul.2015 - Fumaça surge no céu de Sanaa, no Iêmen, após ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra um depósito de armas dos rebeldes xiitas houthis. Aviões de guerra sauditas também bombardearam a sede do partido liderado pelo ex-presidente Ali Abdullah Saleh, que está aliado aos houthis Mohammed Huwais/AFP Mais

7.jul.2015 - Edifício do comitê central do movimento houthi fica parcialmente destruído após ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita, na capital do Iêmen, Sanaa. Os ataques aéreos da coalizão mataram pelo menos 176 combatentes e civis na segunda-feira Khaled Abdullah/Reuters Mais

10.jul.2015 - Edifícios são atingidos por bombardeio supostamente realizado pela coalizão liderada pela Arábia Saudita contra os houthis, em Sanaa, no Iêmen. O presidente do Comitê Supremo Revolucionário, órgão máximo do poder dos rebeldes, Mohamed Ali al-Houthi, saudou o anúncio da trégua humanitária acordada pela ONU no Iêmen a partir da meia-noite Yahya Arhab/EFE Mais

13.jul.2015 - Homem passa por covas em Sanaa, no Iêmen, nesta segunda-feira (13). Ao menos 21 pessoas morreram na madrugada nesta segunda e outras 45 ficaram feridas após ataques aéreos da coalizão árabe em um bairro residencial na capital do país. O ataque aconteceu dois dias após o início de uma trégua humanitária intermediada pela ONU (Organização das Nações Unidas) Yahya Arhab/EFE Mais

13.jul.2015 - Homem cava uma cova em Sanaa, no Iêmen, nesta segunda-feira (13). Ao menos 21 pessoas morreram na madrugada nesta segunda e outras 45 ficaram feridas após ataques aéreos da coalizão árabe em um bairro residencial na capital do país. O ataque aconteceu dois dias após o início de uma trégua humanitária intermediada pela ONU (Organização das Nações Unidas) Yahya Arhab/EFE Mais

14.jul.2015 - Carros e casas são destruídos por um ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita na capital do Iêmen, Sanaa. Os ataques contra os rebeldes houthis acontecem desde o final de março, na tentativa de restabelecer o presidente exilado Abd-Rabbu Mansour Hadi ao governo Khaled Abdullah/Reuters Mais

16.jul.2015 - Combatentes iemenitas leais ao presidente exilado, Abedrabbo Mansour Hadi, carregam um companheiro ferido durante confrontos com rebeldes xiitas houthis, no centro da cidade de Aden. Forças de segurança lançaram uma ofensiva para expulsar os rebeldes apoiados pelo Irã Saleh al-Obeidi/AFP Mais

16.jul.2015 - Moradores observam os destroços de um prédio destruído após um suposto bombardeio da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, em Sanaa, no Iêmen, nesta quinta-feira (16). Ministros do governo do Iêmen no exílio viajaram para Áden nesta quinta-feira para preparar o regresso do governo, disse um funcionário, três meses depois de serem destituídos pelo grupo armado rebelde Houthi Yahya Arhab/EFE Mais

16.jul.2015 - Moradores observam os destroços de um prédio destruído após um suposto bombardeio da coalizão árabe liderada pela Arábia Saudita, em Sanaa, no Iêmen, nesta quinta-feira (16). Ministros do governo do Iêmen no exílio viajaram para Áden nesta quinta-feira para preparar o regresso do governo, disse um funcionário, três meses depois de serem destituídos pelo grupo armado rebelde Houthi Yahya Arhab/EFE Mais

20.jul.2015 - Vendedores se reúnem em cima dos escombros de lojas destruídas por um ataque aéreo liderado pela Arábia Saudita que atingiu um mercado na capital do Iêmen, em Sanaa. Estados árabes têm atacado o movimento rebelde houthi desde o final de março, em uma tentativa de devolver o poder ao presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi Khaled Abdullah/Reuters Mais

22.jul.2015 - Rebeldes houthis carregam caixões com companheiros mortos em explosão de um carro-bomba, no cemitério de Sanaa, no Iêmen. De acordo com testemunhas, sete membros do movimento, incluindo o líder, Abdul-Kareem al-Kuhalni, morreram no ataque Yahya Arhab/EFE Mais

24.jul.2015 - Rebeldes houthis erguem suas armas durante uma manifestação contra os ataques aéreos da coalização liderada pela Arábia Saudita em Sanaa, no Iêmen Hani Mohammed/AP Mais

4.ago.2015 - Combatentes contra huthis ficam de pé em seus tanques de guerra em estrada que leva para a base de Al-Anad no sul da província de Lahej, no Iemen. A tomada de Al-Anad foi uma vitória significativa para as forças aliadas ao presidente exilado Abed Rabbo Mansour Hadi em sua batalha para reverter os ganhos de huthis Wael Qubady/AP Mais

5.ago.2015 - Soldado iemenita patrulha uma rua em Lahj, no Iêmen. Os rebeldes huthis anunciaram nesta quinta-feira (6) a derrubada de um helicóptero saudita. A Arábia Saudita lidera um coalização de países árabes que bombardeia desde março as posições dos huthis em apoio ao presidente exilado Rabu Mansur Hadi em Riad, capital saudita. Nos últimos dias, as forças leais a Hadi recuperaram o controle da base militar de Al Anad EFE Mais

27.ago.2015 - Criança chora enquanto caminha na varanda do jardim de uma escola que abriga pessoas desalojadas pelos ataques aéreos no Iemên liderados pela Arábia Saudita na capital do país Sanaana província de Saada, controlada por rebeldes huthis Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

30.ago.2015 - Moradores observam cratera aberta por um ataque aéreo da coalização liderada pela Arábia Saudita na capital do Iêmen, Sanaa Khaled Abdullah/Reuters Mais

29.ago.2015 - Professor observa alunos que fazem o exame final da escola secundária em Sanaía, no Iêmen. De acordo com relatos locais, mais de 259 mil estudantes iemenitas se matricularam em escolas secundárias em 2015 para fazer os exames finais, no entanto, devido ao conflito em curso, 3.600 escolas foram fechadas desde junho, elevando para cerca de 1,8 milhão o número de crianças fora da escola Yahya Arhab/EFE Mais

2.set.2015 - Fumaça cobre parte do céu após ataque aéreo da coalizão liderada pela Arábia Saudita contra uma base do Exército em Sanaa, no Iêmen Hani Mohammed/AP Mais

4.set.2015 - Iemenitas exibemfoto de uma das vítimas do bombardeio em Sanaa, que aconteceu em 2 de setembro, durante funeral. Pelo menos 32 pessoas foram mortas no ataque contra uma mesquita xiita no centro da capital do Iêmen. O ato foi reivindicado pelo Estado Islâmico em redes sociais, sendo uma "vingança" contra os houthis Yahya Arhab/EFE Mais

5.set.2015 - Pelo menos sete civis morreram neste sábado em Sanaa, capital do Iêmen, durante os bombardeios da coalizão árabe. O ataque ocorreu depois que pelo menos 50 soldados morreram em uma investida dos rebelde houthis Mohamed al-Sayaghi/Reuters Mais

10.set.2015 - Base militar é atingida por ataques aéreos liderados pela Arábia Saudita, na capital do Iêmen, Sanaa. Segundo testemunhas, os aviões de guerra bombardearam alvos em toda a cidade Khaled Abdullah/Reuters Mais

11.set.2015 - Apoiadores do grupo político houthi protestam contra os ataques aéreos da coalizão liderada pela Arábia Saudita, na capital do Iêmen, Sanaa Khaled Abdullah/Reuters Mais

11.set.2015 - Depósito de armas explode em Sanaa, Iemên, após ataque aéreo realizado pela coalização liderada pela Arábia Saudita. As autoridades do Iêmen anunciaram nesta sexta-feira sua participação, na próxima semana, em novas negociações para resolver o conflito no país, palco neste mesmo dia de um sangrento ataque rebelde em um mercado muito movimentado Hani Mohammed/AP Mais

18.set.2015 - O céu de um bairro de Sanaa, no Iêmen, é iluminado por artilharia antiaérea durante intensificação dos ataques aéreos contra posições Houthi pela coalizão liderada Arábia Saudita. Ao menos 38 civis iemenitas, incluindo mulheres e crianças, foram mortos em diversos ataques da coligação em várias partes do país Yahya Arhab/EPA/EFE Mais

25.jan.2016 - Uma criança caminha pelos escombros deixados por um ataque aéreo liderado pela coalização comandado pela Arábia Saudita à capital do país, Sanaa. O Iêmen, um dos países mais pobres do mundo, está sob conflito entre tropas leais ao presidente Abd-Rabbu Mansour Hadi e rebeldes da etnia Houthi Hani Ali/Xinhua Mais

Crise no Iêmen

Últimos álbuns de Notícias

UOL Cursos Online

Todos os cursos