Conteúdo publicado há 26 dias
Carlos Madeiro

Carlos Madeiro

Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Reportagem

Justiça autoriza bebê a receber sangue na BA após pais negarem por religião

Um recém-nascido teve autorização da Justiça para receber transfusão de sangue em Ilhéus (BA), após os pais negarem o direito ao menor, em caso de necessidade, por motivos religiosos.

A decisão é da juíza da Vara da Infância de Ilhéus, Sandra Magali Silva Mendonça, que na última sexta-feira (24) atendeu pedido do MP-BA (Ministério Público da Bahia) para que a equipe médica —que procurou o MP— realize o tratamento sem eventuais questionamentos legais futuros.

Segundo o promotor Pedro Nogueira Coelho, os pais do bebê não autorizaram a transfusão, mesmo com o risco de morte. Eles são da religião testemunhas de Jeová.

O recém-nascido, que nasceu no último dia 16, tem tamanho pequeno para idade gestacional, apresenta insuficiência respiratória e está sendo mantido em ventilação mecânica, com problemas cardiológicos e hemorragia digestiva.

Para o promotor, o direito à liberdade religiosa não pode se sobrepor ao direito à vida, que precisa ser salvaguardado nesse caso.

Em que pese o profundo respeito ao direito concedido aos pais de dirigir aos seus filhos a criação e educação, devendo o Estado também respeitar as responsabilidades, os direitos e os deveres destes, é, por outro lado, imperioso verificar-se que não se pode restringir o direito da criança a ter sua vida e saúde protegida, por conta da convicção dos pais.
Pedro Coelho

Com a decisão, o bebê está internado no Hospital Materno Infantil Doutor Joaquim Sampaio e poderá receber não só a transfusão de sangue, como hemoderivados.

Argumento religioso

As testemunhas de Jeová não aceitam transfusões de sangue devido a uma interpretação literal de duas passagens versículos da Bíblia. O principal - Gênesis 9:4 -, fala que Deus ordenou a Noé e a sua família que "não comam carne com sua vida, isto é, seu sangue".

Continua após a publicidade

Esses textos são interpretados pelas testemunhas de Jeová como um mandamento divino que proíbe o uso de sangue, não apenas no contexto alimentar, mas em qualquer forma, incluindo transfusões. Eles acreditam que aceitar transfusões de sangue é uma violação direta das leis de Deus.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Deixe seu comentário

Só para assinantes