PUBLICIDADE
Topo

Pergunta sobre Queiroz a Bolsonaro teve mil tuítes a cada 40 segundos

Presidente Jair Bolsonaro  - VAN CAMPOS/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO
Presidente Jair Bolsonaro Imagem: VAN CAMPOS/O FOTOGRÁFICO/ESTADÃO CONTEÚDO
Chico Alves

Chico Alves é jornalista, por duas vezes ganhou o Prêmio Embratel de Jornalismo e foi menção honrosa no Prêmio Vladimir Herzog. Foi editor-assistente na revista ISTOÉ e editor-chefe do jornal O DIA. É co-autor do livro 'Paraíso Armado', sobre a crise na Segurança Pública no Rio, em parceria com Aziz Filho.

Colunista do UOL

24/08/2020 14h37

A pergunta que levou o presidente Jair Bolsonaro a ameaçar o jornalista de O Globo foi multiplicada nas redes sociais em níveis fora do normal. Segundo o pesquisador Fabio Malini, professor da Universidade Federal do Espírito Santo, a frase "por que sua esposa, Michelle, recebeu R$ 89 mil de Fabrício Queiroz?" foi replicada ontem à noite à ordem de mil tuítes a cada 40 segundos.

Como comparação, esse foi o patamar de participação no Twitter dos internautas em importantes episódios recentes como a denúncia de corrupção de Joesley Batista, a campanha "Fora, Temer", a prisão de Lula e a vitória de Bolsonaro nas eleições.

Para Malini, a movimentação parece não ter a participação significativa de robôs. "O comportamento estrutural de um compartilhar o outro, que é bem comum entre bots, está bem reduzido", diz ele.

Além disso, a maior parte dos posts sobre os R$ 89 mil depositados pelo casal Queiroz na conta de Michelle Bolsonaro não tem nenhum like. Segundo o pesquisador, isso significa que o foco das pessoas não é tanto retuitar a frase, mas escrever na própria conta, usar a própria "voz".

Em levantamento feito hoje pela manhã nos grupos e páginas do Facebook, foram registradas 1,16 milhão interações com os termos "Michelle" e "Queiroz" em menos de 24 horas, segundo o sistema oficial de monitoramento do Facebook, o Crowdtangle.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.