Jamil Chade

Jamil Chade

Siga nas redes
Reportagem

Lula quer sauditas como sócios em energia e fala em 'descarbonizar planeta'

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu hoje que haja um esforço para "descarbonizar o planeta". A fala ocorreu durante a visita do brasileiro à Arábia Saudita, o maior produtor de petróleo do mundo.

A viagem ocorre às vésperas da participação de Lula na Conferência da ONU sobre o Clima, nos Emirados Árabes Unidos.

A decisão de fazer uma escala em Riad, porém, foi considerada como "complicada" até por membros do governo, preocupados com críticas que Lula poderia sofrer por manchar sua mensagem ambiental justamente com acordos com os maiores produtores de petróleo do mundo.

Lula, ao encerrar um seminário empresarial, insistiu que os compromissos ambientais do país são sólidos e convidou os sauditas a serem "sócios do Brasil" na construção de uma "nova matriz energética".

Em dez anos, o mundo vai dizer que se a Arábia Saudita é o país mais importante em petróleo, o Brasil será chamado da Arábia Saudita da energia verde e renovável
Lula

Ele voltou a prometer que a meta do Brasil é a de ter desmatamento zero até 2030 e que quer transformar o país no "centro do mundo na produção de energia alternativa".

"Precisamos descarbonizar o planeta para viver de forma mais digna", disse. Para ele, chegou a hora de parar de destruir "a casa onde moramos". "Temos obrigações com o mundo", afirmou.

Lula ainda destacou que a Amazônia receberá a Conferência do Clima (COP30), em 2025, e já adiantou que convidou o príncipe herdeiro saudita, Mohammed Bin Salman, para também visitar a floresta.

"O mundo inteiro fala da Amazônia. Pois o mundo vai conhecer de fato o que é a Amazônia", disse.

Continua após a publicidade

Segundo ele, além da biodiversidade, floreste e minérios, a região precisa se preocupar em garantir a vida de sua população. "Homens e mulheres que precisam sobreviver", disse. Para ele, portanto, a Amazônia precisa receber investimentos.

Reportagem

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora