Conteúdo publicado há 2 meses
Siga nas redes
Só para assinantesAssine UOL
Opinião

Bolsonaros e Brazões se ligam pela política, jeitinho e geografia

O colunista do UOL José Roberto de Toledo apontou algumas semelhanças entre as famílias do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e do conselheiro do TCE-RJ (Tribunal de Contas do estado do Rio), Domingos Brazão, durante o programa Análise da Notícia.

Bolsonaros e Brazões se ligam pela política, jeitinho e geografia. José Roberto de Toledo

Segundo o site The Intercept, o ex-policial Ronnie Lessa teria apontado Domingos Brazão como mandante do assassinato da ex-vereadora Marielle Franco em delação premiada. Toledo apurou que tanto a família de Bolsonaro, quanto a de Brazão, são formadas por políticos e atuam na zona Oeste do Rio de Janeiro.

Coincidentemente é uma área dominada pelas milícias, e eles têm a característica em comum de serem famílias que se elegem para vários cargos ao mesmo tempo. Bolsonaro teve um presidente, um senador, um deputado federal e um vereador, enquanto a família Brazão tem um deputado estadual, um deputado federal e um juiz no Tribunal de Contas do estado do Rio de Janeiro. José Roberto de Toledo

Além das questões políticas e geográficas, vídeos na internet mostram a união das famílias durante a última campanha eleitoral. Chiquinho Brazão, deputado federal que é irmão de Domingos Brazão, aparece no mesmo carro de som que Flávio Bolsonaro. Além disso, durante o governo Bolsonaro foram concedidos passaportes diplomáticos para a família Brazão.

Apesar das semelhanças, Toledo apontou que a principal diferença entre as famílias está na rede de negócios de ambas, uma vez que a rede da família Bolsonaro é limitada, enquanto a da família Brazão é quase infinita.

A partir do Domingos Brazão, no primeiro nível encontramos sua esposa, no segundo nível um posto de gasolina em que é sócio com os irmãos deputados e no quinto nível já são 82 empresas e 44 pessoas. No décimo nível já eram 442 pessoas e 393 pessoas, e no décimo primeiro nível passou de mil pessoas e empresas. É curioso porque empresas de um determinado ramo começam a se repetir e tem muito posto de gasolina, hotéis e comércios, empresas que em geral lidam com dinheiro vivo. José Roberto de Toledo

O colunista do UOL ainda destacou que uma possível investigação da Polícia Federal, caso a delação de Ronnie Lessa se confirme, será muito trabalhosa diante do número de conexões de Domingos Brazão e sua família.

Se a PF levar essa investigação sobre Domingos Brazão adiante vai ter muito trabalho porque vai ter que investigar milhares de pessoas e empresas ligadas a ele diretamente ou indiretamente. A família Brazão tem uma rede de conexões muito mais ampla e dá para ver que se conecta com empresários e outros políticos. É uma rede um pouco assustadora porque ela não tem fim e uma possível investigação vai demorar porque para entender a extensão do negócio vai ser preciso bater em centenas de endereços. José Roberto de Toledo

Continua após a publicidade

***

O Análise da Notícia vai ao ar às terças e quartas, às 13h e às 14h30.

Onde assistir: Ao vivo na home UOL, UOL no YouTube e Facebook do UOL.

Veja abaixo o programa na íntegra:

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.