PUBLICIDADE
Topo

Josmar Jozino

PMs são agredidos por frequentadores de baile funk em São Paulo

Josmar Jozino

Sobre o Autor - Josmar Jozino é jornalista desde 1985. Autor de quatro livros, sendo três sobre crime organizado entre eles, "Cobras e Lagartos", obra referência sobre a facção criminosa PCC que recebeu menção honrosa do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog em 2005

Colunista do UOL

05/12/2021 12h58

Frequentadores de um baile funk do Jardim Paulistano, região da Brasilândia, zona norte de São Paulo, agrediram a socos uma dupla de policiais militares que fazia patrulhamento preventivo com motocicleta no bairro, na manhã de hoje.

As agressões aos PMs foram filmadas e os vídeos circulam pelas redes sociais. As imagens mostram vários homens dando socos, chutes e jogando garrafas em um dos policiais militares. O colega de farda do policial espancado consegue correr. Ele saca a arma e dispara um tiro.

Segundo informações preliminares de policiais militares, uma pessoa foi baleada e socorrida em um hospital da região. Não foi confirmado se a pessoa ferida a tiro era ou não um dos agressores dos PMs. O estado de saúde dela também não foi informado.

Um relatório feito por policiais militares ao qual a coluna teve acesso diz que os agressores tentaram roubar a arma do PM agredido e ainda levaram um rádio de comunicação usado por ele. O documento diz que o policial espancado sofreu ferimentos na face.

Consta também no relatório que os PMs que faziam patrulhamento são lotados na 3ª Companhia do 18º Batalhão. Essa unidade da Polícia Militar fica no bairro de Brasilândia, na zona norte da cidade.

A Corregedoria da Polícia Militar foi comunicada sobre os fatos e vai instaurar um IPM (Inquérito Policial Militar) para apurar o caso. A Polícia Civil também foi acionada para investigar o episódio e tentar identificar e prender os agressores dos PMs.

Nas imagens é possível ver um homem forte, de cabelos raspados, trajando bermuda cinza e camiseta branca. Ele é uma das pessoas que mais participou das agressões ao policial militar.

O vídeo mostra ainda outro policial militar sacando a arma e efetuando o disparo. Nesse momento, um homem usando uma camiseta da seleção brasileira de futebol tenta conter o PM atirador.

A área onde ocorreu o conflito foi isolada e é preservada por policiais militares. Peritos do Instituto de Criminalística, da Polícia Científica de São Paulo, também foram mobilizados para ir ao local e tentar reunir o maior número de provas para identificar os envolvidos no episódio.

Nota da PM

A Polícia Militar esclarece que, durante patrulhamento, neste domingo (5), pelo bairro Brasilândia, na zona norte capital, dois policiais se depararam com uma dupla em uma motocicleta - o veículo tinha o emplacamento encoberto e os dois ocupantes estavam sem capacetes. Foi solicitada a ordem de parada, mas eles empreenderam fuga. Durante o acompanhamento, os PMs chegaram até a estrada Cachoeira, onde havia diversas pessoas em um baile, que derrubaram suas motocicletas e passaram a agredi-los - eles intervieram para conter a situação. Um homem foi baleado e socorrido, permanecendo internado. Um PM, agredido no rosto, recebeu atendimento médico. No momento da ação, um rádio comunicador portátil foi subtraído. A ocorrência deve ser registrada no 72º Distrito Policial (Vila Penteado). Um Inquérito Policial Militar (IPM) será instaurado para apuração do fato.