PUBLICIDADE
Topo

Mauricio Stycer

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

No mesmo dia, Bolsonaro dá duas entrevistas exclusivas à Jovem Pan

"Me surpreendi com a carta. Não precisava agir daquela maneira", disse Bolsonaro sobre Barra Torres - Reprodução/YouTube
"Me surpreendi com a carta. Não precisava agir daquela maneira", disse Bolsonaro sobre Barra Torres Imagem: Reprodução/YouTube
Conteúdo exclusivo para assinantes
Mauricio Stycer

Mauricio Stycer é jornalista desde 1985. Repórter e crítico do UOL, colunista da Folha de S.Paulo, passou por Jornal do Brasil, Estadão, Folha, Lance!, Época, CartaCapital, Glamurama Editora e iG. É autor de "Topa Tudo por Dinheiro - As muitas faces do empresário Silvio Santos" (editora Todavia, 2018).

Colunista do UOL

10/01/2022 20h20

O presidente Jair Bolsonaro não esconde a sua hostilidade a alguns veículos da mídia. E também deixa bastante claro as suas preferências. A Jovem Pan, por exemplo, está entre as favoritas do presidente - foi o veículo que mais o entrevistou em 2021.

Neste início de 2022, a notória preferência do presidente pela Jovem Pan produziu uma situação rara nesta segunda-feira (10): duas entrevistas exclusivas ao mesmo canal, uma pela manhã e outra à noite.

A primeira, exibida no programa "Morning Show", não foi ao vivo. Ela foi concedida a Zoe Martinez, que explicou: "Meu foco foi não ser tendenciosa. Eu quase não falei. Eu jogava a pergunta e deixava o entrevistado falar".

A segunda, ao vivo, foi transmitida no programa "Os Pingos nos Is". Bolsonaro falou a jornalistas que conhece bem: Vitor Brown, Augusto Nunes, Ana Paula Henkel, Cristina Graeml e Guilherme Fiuza.

Em 2021, o presidente concedeu 35 entrevistas a este mesmo programa, segundo levantamento da jornalista Sabrina Freire, do site Poder 360, sendo que 34 delas foram durante sua tradicional live de quinta-feira.

Em 2021, outras 24 entrevistas foram dadas a rádios locais de diversos Estados do país, uma a José Luiz Datena, apresentador do "Brasil Urgente", da Band, uma ao programa "Pânico", da Jovem Pan, e outra à TV Jovem Pan.

Ambas as entrevistas de hoje à Jovem Pan produziram notícias. Na primeira, Bolsonaro criticou o ex-ministro Sergio Moro, dizendo que ele achava ser dono do Ministério da Justiça. Na segunda, ele se disse surpreso com a nota do presidente da Anvisa, cobrando uma retratação.