PUBLICIDADE
Topo

UOL Confere

Uma iniciativa do UOL para checagem e esclarecimento de fatos


Apesar de ter dito "participem", Bolsonaro diz que não convocou para atos

Pedro Ladeira/Folhapress
Imagem: Pedro Ladeira/Folhapress

Bruno Aragaki

Do UOL, em São Paulo

18/03/2020 14h58

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou nesta tarde que não disse algo que, na verdade, disse: afirmou que não convocou manifestantes para os atos do último domingo (15) ao se defender das críticas de que foi imprudente ao quebrar a quarentena cumprimentar apoiadores.

Mas hoje, Bolsonaro disse que os atos foram espontâneos e negou que os tenha incentivado.

A verdade, no entanto, é outra. Vídeo mostra que em 7 de março, em escala em Boa Vista (RR) durante viagem para os Estados Unidos, ele convocou os brasileiros a participarem das manifestações.

"É um movimento que quer mostrar para todos nós, para o Executivo, Legislativo e Judiciário que quem dá o norte para o Brasil é a população. Não somos nós políticos que dizemos para onde o Brasil deve ir. Nós apenas conduzimos. E o povo que diz para onde o Brasil deve ir. O movimento de rua é muito bem-vindo porque, dessa forma, estamos submissos a lei como diz o artigo 5º da Constituição. Participem e cobrem de todos nós o melhor para o Brasil. Nós temos obrigação de atendê-los".

As manifestações reuniram, segundo cálculos de Bolsonaro de hoje, quase um milhão de pessoas.

Por que Bolsonaro foi criticado?

Bolsonaro foi alvo de críticas por desobedecer a instruções do próprio ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde (OMS).

As autoridades recomendam que pessoas que voltaram do exterior — como era o caso de Bolsonaro, que havia retornado dos EUA havia quatro dias — ficassem uma semana em casa, em quarentena, para evitar o risco de contagiarem outras pessoas com o coronavírus.

Os exames mostraram que Bolsonaro não havia contraído a doença, mas ao menos 12 pessoas que viajaram com o presidente foram infectadas.

O ministério da Saúde estima que se os brasileiros não interromperem os contatos sociais, os casos de infecções no país, na casa dos 300, duplicarão a cada três dias.

'

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

UOL Confere