Homem que critica bolsonaristas em vídeo não é dono da marca Seara

Publicações no Instagram e no Facebook propõem um boicote à marca Seara compartilhando um vídeo em que um homem chamado Paulo Seara critica e xinga bolsonaristas. O homem não tem relação com a marca.

A checagem foi sugerida ao UOL Confere pelo WhatsApp (11) 97684-6049.

O que dizem os posts

No vídeo, o homem identificado na legenda como Paulo Seara diz que bolsonaristas não aceitaram que perderam a eleição e afirma: "bolsonaristas, vocês perderam a eleição. Perderam!". Ele também xinga e ofende os apoiadores do ex-presidente.

Ao lado do vídeo, um homem levanta uma placa onde se lê "Natal sem Seara" e a legenda do vídeo sugere um "boicote total".

Por que é falso

Informações de quadro societário da JBS, dona da Seara, segundo site da Receita Federal
Informações de quadro societário da JBS, dona da Seara, segundo site da Receita Federal Imagem: Reprodução/Receita Federal

Paulo Seara, o homem que aparece no vídeo, não tem relação com a marca de frigoríficos. Em entrevista à Lupa, em julho de 2023 para desmentir a desinformação, ele disse que o vídeo foi gravado em janeiro deste ano e enviado em um grupo de WhatsApp, mas viralizou (leia aqui). Paulo Seara é um empresário de Itajaí (SC). Ele também chegou a desmentir o boato para a Reuters, na mesma época (leia aqui).

A Seara pertence à JBS (veja aqui), e de acordo com informações da Receita Federal, não existe nenhum "Paulo Seara" no quadro societário da empresa (veja acima).

5 dicas para você não cair em fake news

Siga UOL Notícias no
UOL Confere

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes