Homem que aparece dançando em vídeo em trajes indígenas não é Flávio Dino

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, não é o homem que aparece dançando com trajes indígenas em vídeo que circula nas redes sociais.

A checagem foi sugerida ao UOL Confere pelo WhatsApp (11) 97684-6049.

O que diz o post

O vídeo circula no WhatsApp e Instagram e mostra um homem com vestimentas indígenas, dançando ao som da música "Conquista", de Claudinho & Buchecha. Sobreposto às imagens é colocado o texto: "Festa do Pescador de Baixo Guandu, no Espírito Santo".

Outro vídeo mostra as mesmas imagens e um homem diz: "Não interessa em quem você votou, mas seja sincero, isso é postura de um ministro? Não, e o pior é que não pode falar nada, porque em 2014, para ser governador, ele disse que era branco, em 2018, para se reeleger, ele disse que era pardo. Agora, para entrar no STF tá dizendo que é negro. Agora já está vestido de índio. Isso não é um ministro, isso é uma caneta de doze cores".

No WhatsApp, o vídeo é acompanhado ainda da mensagem: "SINOPSE DE UMA PERSONALIDADE SOMBRIA E DIABÓLICO"

Por que é falso

Flávio Dino jamais esteve na Festa do Pescador de Baixo Guandu, no Espírito Santo, segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública em nota ao UOL Confere. Além disso, não há registro da realização do evento em 2023.

[O Ministério da Justiça] lamenta, ainda, que grupos extremistas estejam se aproveitando do atual momento para criar e disseminar informações falsas de todo tipo, com o único objetivo de manchar a imagem do ministro e influenciar a opinião pública na internet Ministério da Justiça, em nota

Há diferenças na fisionomia do homem que aparece nas imagens com a de Dino, segundo análise do UOL Confere. O ministro tem os cabelos menos volumosos em relação aos do dançarino e também possui sobrancelhas mais cheias. O queixo de Dino também é mais levantado em relação ao do homem dançando.

Continua após a publicidade

Flávio Dino não esteve recentemente no Espírito Santo. A agenda do ministro (veja aqui) mostra que, desde que assumiu o Ministério, ele só esteve no estado capixaba uma vez, em setembro, para lançar o Programa de Ação na Segurança e o Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania — veja aqui.

Viralização. As postagens constam, nesta quinta-feira (7), com 280 mil visualizações, 5.835 compartilhamentos, 4.544 comentários e milhares de curtidas no Instagram. No TikTok, são mais de 100 mil visualizações, milhares de curtidas, comentários e compartilhamentos.

Este conteúdo também foi checado pelas agências Lupa (aqui), Aos Fatos (aqui) e Boatos.org (aqui).

Sugestões de checagens podem ser enviadas para o WhatsApp (11) 97684-6049 ou para o email uolconfere@uol.com.br.

Fabíola Cidral conta como reconhecer logo de cara uma fake news

Siga UOL Notícias no
UOL Confere

O UOL Confere é uma iniciativa do UOL para combater e esclarecer as notícias falsas na internet. Se você desconfia de uma notícia ou mensagem que recebeu, envie para uolconfere@uol.com.br.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes