Topo

Homem é preso no RJ acusado de torturar a mulher e filmar as agressões

Marcela Leite

Do UOL, em São Paulo

2019-01-18T20:10:49

18/01/2019 20h10

Um homem foi preso acusado de tortura na noite desta quinta-feira (17) após gravar um vídeo em que agride a esposa em Itaperuna (a cerca de 310 km do Rio de Janeiro), para que ela confessasse uma suposta traição, segundo a Polícia Civil. Os dois eram casados havia 16 anos e têm dois filhos.

As imagens que circulam pelas redes sociais mostram Antonio Paulo Castilho Cardoso, de 37 anos, dando tapas no rosto da mulher seminua e batendo nela com um pedaço de madeira, enquanto ela chora. Em outro trecho, o homem pergunta sobre supostas traições e fala sobre os filhos. "Ela arrumou filho com outro e fala que é meu", fala pouco antes de agredi-la mais uma vez.

Segundo o promotor responsável pelo caso, Marcos Davidovich, o episódio aconteceu na terça-feira (15). O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) tomou conhecimento após receber vídeos pelo WhatsApp na última quinta-feira e pediu a prisão temporária de Antonio pelo crime de tortura nesta quinta.

"Há fortes indícios de que ele filmou a agressão e encaminhou do celular da esposa para os grupos do trabalho dela", diz o promotor. O acusado, no entanto, negou à polícia que tenha repassado as imagens e disse que perdeu o celular.

No mesmo dia em que teve a prisão temporária decretada, Castilho Cardoso se entregou à polícia.

De acordo com o promotor, a vítima deixou a cidade e deve prestar depoimento e fazer exame de corpo de delito ainda esta semana.

O MP-RJ tem até 30 dias para oferecer uma eventual denúncia e checar se houve mais de um crime. 

Mais Cotidiano