Topo

Suzano: mãe de atirador diz que filho parou de estudar devido a bullying

Do UOL, em São Paulo

2019-03-13T17:22:53

2019-03-13T21:30:08

13/03/2019 17h22Atualizada em 13/03/2019 21h30

Bullying teria levado Guilherme Taucci de Monteiro, 17, um dos atiradores do massacre em uma escola de Suzano (SP), a abandonar os estudos. Ao menos 10 pessoas morreram, entre elas os dois atiradores.

A informação é de uma mulher identificada como Tatiana Taucci, mãe de Guilherme Taucci de Monteiro, um dos atiradores do massacre em escola de Suzano, na Grande São Paulo.

Ela foi entrevistada pela TV Bandeirantes nesta tarde.

Tatiana afirmou que ficou sabendo do caso pela televisão e que estava indo para a casa do pai dela, onde Guilherme morava, para conversar e entender o que aconteceu.

Para a mãe, o menino "era uma criança", um ótimo filho, "um moleque muito tranquilo", que "não falava nada, ficava jogando videogame".

Questionada se tinha algum recado para dar aos familiares das vítimas do massacre, ela afirmou "sinto muito, não posso fazer nada".

Mais Cotidiano