Topo

Com alto IDH, Suzano tinha um assassinato em 2019 antes de ataque a escola

Luís Adorno

Do UOL, em São Paulo

13/03/2019 12h44Atualizada em 13/03/2019 14h57

Resumo da notícia

  • Suzano (SP) tem Índice de Desenvolvimento Humano número 0,765, considerado alto
  • Cidade tem 14,6 homicídios por 100 mil habitantes: alto, mas abaixo da média nacional

A 50 km da capital paulista, o município de Suzano, na Grande São Paulo, onde dois atiradores deixaram hoje mortos e feridos dentro de uma escola, é reconhecido por ter um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) alto e por ser a 50ª cidade do estado com menor número de assassinatos, com média de 14,6 homicídios a cada 100 mil habitantes, segundo o Atlas da Violência 2018.

De acordo com o mesmo Atlas, a média de homicídios no Brasil é de 30,3 mortes a cada 100 mil habitantes. Mas a ONU (Organização das Nações Unidas) considera tolerável até 10 mortes para cada 100 mil habitantes. Para o presidente do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, Renato Sérgio Lima, "dá para dizer que é uma taxa alta, fora dos padrões internacionais, mas abaixo do cenário no Brasil".

De acordo com o comandante da PM (Polícia Militar), coronel Marcelo Vieira Salles, dois rapazes encapuzados entraram na escola Raul Brasil e efetuaram diversos tiros contra alunos e funcionários. Depois, se mataram. O que motivou o crime será investigado pela Polícia Civil. O governador João Doria (PSDB), que foi ao local, afirmou que foi a "cena mais triste" que já viu.

Segundo o general João Camilo Pires de Campos, secretário da Segurança Pública, os atiradores, identificados no início da tarde, são Guilherme Taucci Monteiro, 17, e Luiz Henrique de Castro, 25, ex-alunos da escola estadual. Uma restituição será feita na escola para tentar elucidar o crime.

O crime vai puxar a estatística criminal de uma cidade que não costuma figurar entre as mais violentas do estado. Em 2019, o estado de São Paulo teve 284 vítimas de homicídio doloso (com intenção de matar), segundo as estatísticas da SSP (Secretaria da Segurança Pública). Apenas uma dessas vítimas foi assassinada em Suzano.

Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

No ano passado, de 3.106 pessoas assassinadas no estado, 26 foram vítimas no município de Suzano, o que corresponde a 0,8% do total de São Paulo. O crime que mais ocorreu na cidade no ano passado, assim como em todo o estado, foi o furto: 261 casos, o que corresponde a 0,5% do total de furtos registrados no estado (45.033).

Em 2010, de acordo com dados da Pnud (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento), 262.480 pessoas moravam em Suzano. Proporcionalmente, tendo em vista o número de moradores e o número de homicídios, é possível avaliar que Suzano é uma das cidades do estado com menos assassinatos.

Além disso, a faixa de desenvolvimento humano da cidade é considerada alta, de acordo com o Atlas de Desenvolvimento Humano no Brasil de 2013. No ranking de municípios, Suzano está como o 138º melhor local do estado e como o 289º melhor IDH entre os 5.565 municípios brasileiros.

Mais Cotidiano