Topo

"Meu sonho vai continuar", diz sobrevivente ferida em massacre em Suzano

ESTADÃO CONTEÚDO
Imagem: ESTADÃO CONTEÚDO

Do UOL, em São Paulo

2019-03-15T09:50:17

15/03/2019 09h50

Uma das 11 crianças feridas no massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano (SP), a estudante L.M.N. recebeu ontem alta do hospital Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, após ficar um dia internada. Recuperada fisicamente, ela diz que vai batalhar pelo sonho de se formar em astronomia.

"Não é porque aconteceu isso na escola que meu sonho destruiu. Vai continuar", disse a jovem em entrevista à TV Globo. "Queria muito me formar em astronomia. Eu gosto de estudar isso desde pequenininha. É algo grande, mas pra Deus nada é impossível".

Na última quarta-feira (13), a dupla Guilherme Taucci Monteiro, 17, e Luiz Henrique de Castro, 25, entrou na escola estadual Raul Brasil e matou sete pessoas, entre alunos e funcionários. Antes, eles haviam assassinado o tio de Guilherme, que era dono de uma locadora de veículos próxima à escola.

L.M.N. levou um tiro na região lombar e, no momento em que foi atingida, não percebeu.

Seis vítimas do massacre em Suzano são veladas juntas em ginásio

UOL Notícias

A jovem narrou um trecho da conversa entre os assassinos durante o atentado. "Ele falava para ir pra outro lugar, pra matar outras pessoas, não só a gente que estava ali", lembra.

Ainda se recuperando do trauma, a estudante busca na religião um consolo. "Eu vi um versículo na bíblia, Salmos 91,7, que diz: mil cairão ao teu lado e 10 mil à tua direita, mas tu não será atingido e eu vivi isso. Eu me inspiro muito nisso", afirmou.

Sobreviventes se recuperam em hospitais

Segundo novo boletim divulgado pelo governo do Estado às 6h30 de hoje, cinco sobreviventes ainda internados se recuperam e estão em estado estável.

O adolescente A.C.B., 15, que está internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do Hospital das Clínicas, em São Paulo, realizou uma cirurgia ontem e se recupera sem intercorrências.

Além de A.C.B., também no Hospital das Clínicas estão a menina A.I.B.P, 16, que está na UTI, mas tem quadro de saúde estável e o garoto M.G.L.B.,15, que está estável e permanece na enfermaria da unidade. Todos os feridos que estão no Hospital das Clínicas foram atingidos por tiros.